Roma

Como chegamos

Trem de Nápoles para Roma pela Rail Europe (Frecciarossa 9558), aproximadamente 1:10h de viagem, saindo da estação Napoli Centrale, em Nápoles, e chegando na estação Roma Termini, em Roma.


Onde ficamos

Adaggio Roma Dehon – Via Leone Dehon, 61-63 – Aurelio – Roma – Itália
Faça sua reserva

Período: 7 dias / 6 noites (agosto/setembro de 2013)

Nossa avaliação: Ótimo hotel. Quarto muito bom, com boa cama, TV, cozinha completa e wi-fi. Razoável localização (um pouco distante da mais próxima estação de metrô e das principais atrações da cidade).


O que fizemos

1º dia: Chegada à Roma

Após chegarmos na estação Roma Termini, pegamos um táxi e fomos para o hotel. Como chegamos no início da noite, tínhamos andado boa parte do dia por Pompeia e o hotel ficava um pouco distante das principais atrações turísticas, decidimos ficar no hotel descansando para que pudéssemos aproveitar melhor o dia seguinte, não sem antes passarmos num mercado próximo para fazermos umas compras, já que no nosso quarto tinha uma pequena cozinha.

2º dia: Piazza di Spagna, Fontana di Trevi, Pantheon e Piazza Navona

Acordamos bem cedo para aproveitarmos bem o nosso primeiro dia na cidade. Saímos do hotel e fomos caminhando até a estação de metrô Baldo Degli Ubaldi, a mais próxima do nosso hotel, e depois de poucos minutos descemos na estação Flaminio/Piazza del Popolo. Atravessamos a rua e passamos pela Porta del Popolo, antiga Porta Flamínia, que foi um dos portões fortificados da Muralha Aureliana. Chegamos na Piazza del Popolo e fomos visitar a Basílica Santa Maria del Popolo, com suas belíssimas capelas e que abriga obras de arte de diversos artistas como Rafael, Bernini, Caravaggio, dentre outros, e que também foi uma das igrejas que apareceram no filme “Anjos e Demônios”. de Ron Howard.

Italia - Roma - Basilica Santa Maria del Popolo
Basílica Santa Maria del Popolo

Após sairmos da basílica, atravessamos a bela Piazza del Popolo em direção às duas igrejas gêmeas, Santa Maria in Montesanto (1675) e Santa Maria dei Miracoli (1678), que ficam do outro lado da praça e que foram construídas de forma simétrica. Descemos a Via del Corso e em poucos minutos chegamos na Piazza di Spagna. Esta praça é um ponto de encontro diurno e noturno de romanos e turistas e tem uma escadaria monumental que leva à Igreja de Trinità dei Monti. No centro da praça existe uma fonte na forma de um barco, e por isso chamada de La Barcaccia, que é atribuída à Bernini. Juliana adorou brincar nela, entrando e saindo para se molhar.

Italia - Roma - Piazza di Spagna
Piazza di Spagna

Continuamos nossa caminhada pelas belas ruas de Roma, e logo chegamos numa das principais atrações da cidade: a Fontana di Trevi. Esta monumental fonte é a maior e mais ambiciosa construção de fontes barrocas da Itália, com cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura, e situava-se no ponto final de um dos mais antigos aquedutos que abasteciam a cidade de Roma. Visitá-la requer um pouco de paciência já que ela fica num lugar com pouco espaço para circulação para a quantidade de turistas que desejam levar uma pequena lembrança deste monumento, seja tirando uma foto ou seja jogando uma moedinha em suas águas para que um pedido seja realizado. Fizemos o nosso ritual e continuamos nosso tour.

Italia - Roma - Fontana di Trevi
Fontana di Trevi

Seguimos em frente e mais adiante paramos para almoçar. Após um delicioso almoço. chegamos na Piazza della Rotonda, com sua imponente fonte com um obelisco no centro, onde em frente fica localizada uma das mais bem preservadas estruturas romanas antigas e que permaneceu em uso por toda a sua história: o Pantheon. Ao adentrarmos, passamos por um pórtico de grandes colunas coríntias de granito e logo em seguida chegamos à rotunda, que está coberta por uma enorme cúpula de caixotões de concreto encimada por uma abertura central (óculo) descoberta. Ali dentro estão dispostas algumas capelas belíssimas e também alguns túmulos de personalidades da história romana, como Rafael, um mestre da pintura e da arquitetura, e Vittorio Emanuele II, primeiro rei da Itália após a unificação.

Italia - Roma - Pantheon
Pantheon

Em seguida, e para sairmos um pouco do circuito turístico, fomos conhecer a Igreja Santa Maria Sopra Minerva. Esta igreja é atualmente a única igreja gótica original da cidade. Com sua fachada renascentista, seu interior gótico conta com uma abóbada arcada pintada de azul, decorada com estrelas douradas e riscada por nervuras em vermelho brilhante. Fica localizada na Piazza della Minerva onde se destaca o Obelisco do Elefante, de Bernini, que tem uma história engraçada relativa à sua construção.

Italia - Roma - Igreja Santa Maria Sopra Minerva
Igreja Santa Maria Sopra Minerva

Continuando fora do circuito turístico, passamos pela igreja Gesù, com sua arquitetura genuinamente barroca e também capelas e pinturas de rara beleza. Vale destacar uma pintura no teto, chamada “Triunfo do Nome de Jesus” e a Capela de Santo Inácio. E foi nesta capela que aconteceu uma cena para nós inesquecível: era final de tarde e com algumas poucas pessoas no interior da igreja; uma mulher sentou-se ao órgão e começou a tocar entoantes músicas religiosas, momento em que foi muito difícil conter as lágrimas, enquanto que nesta capela, toda adornada em ouro e prata, uma pintura ali disposta começou a descer, apresentando atrás dela a imagem de Santo Inácio, que ao final da música voltou a ficar coberta. Simplesmente emocionante !!!

Italia - Roma - Gesu
Gesù

Já no final da tarde chegamos na Piazza Navona, uma das mais célebres praças de Roma. Esta praça é ladeada por construções imponentes, como o Palazzo Pamphilj e a Igreja de Sant’Agnese in Agone, e tem em seu interior três lindas fontes: a Fontana dei Quattro Fiumi (1651), de Bernini, (ou Fonte dos Quatro Rios), ao centro, com um obelisco egípcio e que homenageia quatro grandes rios do planeta: Nilo, Danúbio, Prata e Ganges; e nas duas extremidades a Fontana del Nettuno e a Fontana del Moro. Nesta agradável e bem movimentada praça encontram-se cafés, restaurantes e uma feirinha onde diversos tipos de artista ficam vendendo seus trabalhos.

Italia - Roma - Piazza Navona - Fontana del Nettuno
Piazza Navona – Fontana del Nettuno

Para finalizarmos este dia intenso de caminhada, decidimos voltar a pé para o hotel. No caminho, passamos pelo Vaticano e sua monumental Basílica de São Pedro, onde renderam belas fotas noturnas. Achávamos que era perto mas fizemos uns dois quilômetros de caminhada, mas muito bem aproveitados.

Italia - Roma - Basilica de Sao Pedro
Basílica de São Pedro

3º dia: Vaticano (Angelus) e passeio por Roma

Neste dia de domingo ensolarado nada melhor do que fazer o que todos não podem deixar de fazer quando for à Roma: ver o Papa. Acordamos cedo, tomamos um café reforçado e fomos pegar o metrô. Descemos na estação Ottaviano e fomos caminhando até a Piazza San Pietro (Praça de São Pedro). Chegamos lá perto das 10 horas da manhã e ficamos aguardando Sua Santidade debaixo de um sol escaldante. A Praça de São Pedro não estava muito cheia e por isso ficamos perto de uma grade onde pudemos armar uma “cabana” para proteger a Juliana do sol forte.

Ao meio-dia, o Papa Francisco chegou à janela do Palazzo Apostolico e começou seu sermão e, em seguida, sua oração, a hora do Angelus. Um belo momento para refletirmos e orarmos pelas pessoas que gostamos. Quando o Papa se recolheu aos seus aposentos, ficamos desfrutando daquele ambiente de paz e harmonia, além do belo visual da praça com a Basílica de São Pedro ao fundo, e onde até aproveitamos para tirar uma foto com uma bandeira brasileira, emprestada por um grupo de brasileiros que ali estavam (e que não eram poucos !!!).

Italia - Vaticano - Basilica de Sao Pedro
Vaticano – Basílica de São Pedro

Saindo dali, seguimos em direção ao Castelo Sant’Angelo pela Via della Conciliazione até chegarmos no Rio Tibre. Passamos pelo Castelo Sant’Angelo e também pelo Palácio da Justiça até atravessarmos a Ponte Cavour. Passamos pelo Mausoléu de Augusto e pela Basílica de Santo Ambrósio e São Carlos até chegarmos na Via del Corso. Em poucos minutos, chegamos na Piazza Colonna onde encontra-se a Coluna de Marcus Aurelius, ou Coluna Antonina. Este monumento grandioso é todo entalhado com inscrições, datadas do século XVI, como celebração das vitórias de Marcus Aurelius na Armênia, Pérsia e Germânia.

Italia - Roma - Ponte Cavour
Ponte Cavour

Continuamos pela Via del Corso até chegarmos na incrível Piazza Venezia onde encontra-se o Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II, ou Altar da Pátria, que é um monumento em honra ao primeiro rei da Itália unificada e considerado o pai da pátria italiana. Foi projetado em 1885 mas inaugurado em 1911. Subimos suas escadarias e fomos conhecer este grandioso monumento. Existem dois níveis para subida mas fomos apenas no primeiro que já dava uma bela vista de Roma, principalmente do Coliseu e do Fórum Romano. Ficamos ali até o final da tarde e depois retornamos para o hotel.

Italia - Roma - Monumento a Vittorio Emanuele II
Monumento à Vittorio Emanuele II

4º dia: Museus Vaticanos e Basílica de São Pedro

Este dia foi dedicado a conhecermos o Vaticano. Descemos novamente na estação de metrô Ottaviano e fomos caminhando até os Museus Vaticanos. Chegamos e como tínhamos comprado os ingressos com antecedência, não demoramos a entrar. Logo no início, passamos pelo Jardim da Pinha, conhecido por sua pinha gigantesca e por um monumento metálico em forma de globo. Os Museus Vaticanos são constituídos por um conjunto de museus e coleções: Museu Pio-Clementino, Museu Chiaramonti, Museu Gregoriano Etrusco, Museu Gregoriano Egípcio, Pinacoteca Vaticana, Museu Missionário-Etnológico, Museu Gregoriano Profano e Museu Pio-Cristão, Coleção de Arte Religiosa Moderna e Contemporânea, Salas de Rafael (Sala de Constantino, Sala de Heliodoro, Sala da Segnatura e Sala do Fogo no Burgo), Galeria dos Candelabros,  Galeria dos Mapas, entre outros.

Italia - Vaticano - Museus Vaticanos - Sala da Imaculada
Vaticano – Museus Vaticanos – Sala da Imaculada

Poderia ficar falando aqui durante dias deste lugar rico em história e beleza, mas vamos direto para a cereja do bolo: a Capela Sistina. Ao entramos na capela, percebemos que não seria fácil levarmos um registro deste espaço tão rico e inesquecível: diversos seguranças misturados na multidão de turistas ficavam gritando para não tirarmos fotos, mas demos nosso jeito. Esta capela é um relicário para um conjunto de afrescos, executados por Michelangelo no teto (destaque para “A Criação do Homem”) e na parede do altar (“O Juízo Final”), e mestres como Botticelli, Signorelli, Pinturicchio e outros mais nas paredes laterais, representando diversas cenas bíblicas. Simplesmente maravilhoso !!!

Italia - Vaticano - Museus Vaticanos - Capela Sistina
Vaticano – Museus Vaticanos – Capela Sistina

Logo que saímos dos Museus Vaticanos, aproveitamos para almoçar e em seguida fomos conhecer a Basílica de São Pedro, que é o maior e mais importante edifício religioso do catolicismo e um dos locais cristãos mais visitados do mundo. Entramos na basílica e logo percebemos sua grande grandiosidade e espiritualidade. Constituída de diversas capelas e diversos monumentos funerários, onde vale destacar a Pietá, de Michelangelo, na Nave Epístola, e os restos mortais do Papa João Paulo II, sob o altar, além de diversos monumentos funerários de diversos Papas.

Uma situação inusitada acabou ajudando-nos a realizar um sonho: ao sairmos da visitação da Cripta, os seguranças haviam fechado a saída pois estava começando a missa, e com isso aproveitamos para assistir e até comungar atrás do Altar Papal, um dos lugares mais importantes para o Cristianismo. Emocionante !!! Infelizmente, na saída, não conseguimos subir na Cúpula pois já havia excedido o horário de visita.

Italia - Vaticano - Basilica de Sao Pedro
Vaticano – Basílica de São Pedro

5º dia: Coliseu, Monte Palatino, Fórum Romano e Museus Capitolinos

Começamos o dia com um café bem gostoso, descemos a rua do nosso hotel e pegamos um ônibus, já que as atrações de hoje eram um pouco distantes do metrô. Descemos na Piazza Venezia e começamos nossa caminhada. Passamos pela Igreja Santissimo Nome di Maria e logo em seguida pelo Fórum e Mercado de Trajano, um grande complexo de ruínas, construídas entre 100-110 DC, que foi o último fórum imperial da Roma Antiga.

Italia - Roma - Forum e Mercado de Trajano
Fórum e Mercado de Trajano

Continuamos descendo a Via dei Fori Imperiali até chegarmos na nossa primeira atração: o Coliseu. Também conhecido como Anfiteatro Flaviano, é um anfiteatro construído no período da Roma Antiga e que deve seu nome à expressão latina “Colosseum”, devido à estátua colossal do imperador romano Nero, que ficava perto da edificação. Estava muito cheio, como era de se esperar, mas como tínhamos comprado o Roma Pass não pegamos as extensas filas para entrar. Entramos e ficamos perplexos com a grandiosidade de sua arquitetura. Caminhamos por suas galerias, escadarias  e corredores, levando nossa imaginação por tudo que poderia ter acontecido naquele lugar de tanta importância, tradição e história.

Italia - Roma - Coliseu
Coliseu

Saímos do Coliseu e fomos para o Monte Palatino, que é uma das sete colinas de Roma. Nas suas encostas foram construídos, de um lado, o Fórum Romano, e do outro, o Circo Máximo. É nesta colina que se encontravam outrora, agora em ruínas, os palácios de Augusto, Tibério e Domiciano. O local é hoje um grande museu ao ar livre e de onde se tem uma bela visão do Coliseu e do Arco de Constantino.

Italia - Roma - Coliseu
Coliseu
Italia - Roma - Palatino - Hipodromo de Domiciano
Palatino – Hipódromo de Domiciano

Saímos do Palatino e, logo ao lado, entramos no Fórum Romano. Também conhecido como Fórum Magno, este fórum é circundado pelas ruínas de várias construções públicas de grande importância cultural e foi o principal centro comercial da Roma Imperial. Foi durante séculos o centro da vida pública romana e onde estátuas e monumentos celebraram os grandes homens da cidade. Localizado entre o monte Palatino e o monte Capitolino, o fórum é atualmente uma extensa ruína de fragmentos arquitetônicos e um sitio de escavações arqueológicas intermitente de elevada atração turística. Entre as ruínas, vale destacar o Arco de Tito, a Via Sacra, o Templo de Rômulo e Remo, o Templo de Saturno, o Templo de Vênus e o Arco de Septímio Severo. Estava muito sol e tivemos que dar várias paradas para nos refrescar durante a visita.

Italia - Roma - Forum Romano - Igreja de Santi Luca e Martina e Arco de Septimio Severo
Fórum Romano – Igreja de Santi Luca e Martina e Arco de Septímio Severo

Ao final do Fórum Romano, subimos uma escadaria e chegamos nos Museus Capitolinos, que ficam no topo do Monte Capitolino, e que são um conjunto de palácios romanos que abrigam uma vasta e importantíssima coleção de obras de arte, onde vale destacar a Loba Capitolina, símbolo de Roma onde a loba está amamentando Rômulo e Remo, restos da estátua colossal de Constantino, a estátua dourada de Hércules e a estátua equestre de Marcus Aurelius.

Italia - Roma - Museus Capitolinos
Museus Capitolinos

6º dia: Assis e Roma (Basílicas Papais)

Neste dia fomos conhecer a terra de São Francisco de Assis. Pegamos o metrô na estação mais próxima do hotel e descemos na estação Roma Termini de onde pegamos um trem regional até Assis.

Depois de conhecermos Assis, retornamos para Roma e resolvemos visitar mais uma basílica papal: a Basílica de San Giovanni in Laterano. Também conhecida por Arquibasílica Papal de São João de Latrão, é a mais antiga e a primeira entre as cinco basílicas papais do mundo e entre as quatro basílicas maiores de Roma (todas elas basílicas papais também), sendo a mais antiga igreja no ocidente. Ela também tem o título de igreja mãe ecumênica entre os católicos romanos. Chegamos lá e vimos que a basílica estava lotada numa vigília pela paz no mundo. Ficamos assistindo a missa que estava sendo conduzida por bispos e cardeais e num momento de sorte conseguimos nos comungar quando um deles veio em nossa direção com o cálice e a hóstia. Inesquecível !!!

Italia - Roma - Basilica de San Giovanni in Laterano
Basílica de San Giovanni in Laterano

Saímos dali e fomos até a Porta di San Giovanni, que faz parte da Muralha Aureliana, para tirarmos umas fotos. Depois retornamos e fomos em direção à Basílica Santa Maria Maggiore. Seguimos pela Via Merulana até a Piazza di Santa Maria Maggiore mas a basílica estava fechada e então resolvemos voltar noutro dia.

7º dia: Passeio por Roma e fim da estadia

Como este era nosso último dia na cidade e o nosso voo era no final da noite, tiramos nossas malas do quarto do hotel e deixamos num quartinho para que pudéssemos aproveitar mais este dia. Saímos do hotel, pegamos um ônibus e descemos perto do Rio Tibre. Passamos pelo Castelo Sant’Angelo e ficamos ali por um bom tempo às margens do Rio Tibre atravessando suas pontes. Saindo dali, passamos novamente pela Piazza di Spagna onde a Juliana ficou brincando na Fontana della Barcaccia.

Italia - Roma - Castelo e Ponte SantAngelo
Castelo e Ponte Sant’Angelo

Depois de algum tempo caminhando chegamos na Basílica de Santa Maria Maggiore. É uma das quatro basílicas maiores, uma das sete igrejas de peregrinação e a maior igreja mariana de Roma. Como uma basílica papal é frequentemente utilizada pelo Papa. Sob o altar-mor da basílica está a “Cripta da Natividade” ou “Cripta de Belém”, que abriga um relicário de cristal construído para proteger a madeira da manjedoura onde nasceu Jesus.

Italia - Roma - Basilica de Santa Maria Maggiore - Relicario do Santo Berco
Basílica de Santa Maria Maggiore – Relicário do Santo Berço
Italia - Roma - Basilica de Santa Maria Maggiore
Basílica de Santa Maria Maggiore

Saída de Roma para o Rio de Janeiro.


Dicas / Informações

Roma é conhecida como “A Cidade Eterna” e considerada um dos berços da civilização ocidental. Artistas famosos e arquitetos, como Bernini e Rafael, residiram por algum tempo na cidade, contribuindo para a sua arquitetura renascentista e barroca. Monumentos e museus, tais como os Museus Vaticanos e o Coliseu, estão entre os destinos turísticos mais visitados do mundo. Roma é também a única cidade no mundo que tem em seu interior um país inteiro, o enclave do Vaticano.

  • Pantheon
    • Quase dois mil anos depois de ter sido construído, sua cúpula é ainda hoje a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo. A altura até o óculo e o diâmetro da circunferência interior são idênticos.
  • Igreja Santa Maria Sopra Minerva
    • Seu nome é uma referência à primeira igreja construída no local, sobre as ruínas ou fundações de um templo dedicado à deusa egípcia Ísis, incorretamente identificada com a deusa greco-romana Minerva.
  • Museus Vaticanos
    • Constituem um conglomerado de renomadas instituições culturais, que abrigam extensas e valiosas coleções de arte e antiguidades colecionadas ao longo dos séculos pelos diversos pontífices romanos.
    • A Capela Sistina é uma capela do Palácio Apostólico, residência oficial do papa.
    • Não estão incluídos no Roma Pass.
  • Basílica de São Pedro
    • A Basílica de São Pedro é uma das quatro basílicas patriarcais de Roma, sendo as outras a Basílica de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros.
    • O Altar Papal situa-se no cruzeiro sob a cúpula, enquadrado pelo monumental baldaquino de São Pedro, de Gian Lorenzo Bernini (1624-1633), e foi feito em bronze retirado do Panteão.
  • Coliseu
    • É o símbolo do Império Romano. Originalmente capaz de abrigar perto de 50.000 pessoas, e com 48 metros de altura, foi utilizado para variados espetáculos durante aproximadamente 400 anos, e deixou de ser usado para entretenimento no começo da Idade Média.
    • Vale a pena comprar o Roma Pass principalmente para entrar no Coliseu, que tem filas imensas nesta época.
  • Nesta época a cidade fica muito cheia de turistas e faz muito calor, uma combinação que pode atrapalhar seu roteiro de viagem.

Links úteis

Locais Informações (valores de setembro/2013)
Pantheon Ingresso: gratuito
Igreja Santa Maria Sopra Minerva Ingresso: gratuito
Museus Vaticanos Ingresso: € 16 (adulto) e gratuito para menores de 6 anos
Para agendar a visita, entre no site oficial Museus Vaticanos (em inglês)
Basílica de São Pedro Ingresso: gratuito
Coliseu Ingresso: € 12 (adulto). Este ingresso dá direito ao Coliseu, Palatino e Fórum Romano. Juliana tinha 4 anos e não pagou.

Deixe uma resposta