Milão

Como chegamos

Voo do Rio de Janeiro, saindo do Aeroporto do Galeão (GIG), para Roma, chegando no Aeroporto Fiumicino (FCO), pela Alitalia (AZ0673). Esta viagem durou aproximadamente 10 horas. Chegamos às 7:00am e pegamos um trenzinho que nos levou até o outro portão. Nele esperamos por mais 3 horas para pegar a conexão para Milão (AZ1024), Aeroporto de Malpensa (MXP), voo que durou aproximadamente 1:20h. Chegando lá, pegamos as malas e fomos descobrir como fazíamos para pegar o trem até o centro de Milão, que é um pouco distante do aeroporto. Um detalhe interessante: a indicação para o trem é feita por placas indicativas no chão. Compramos as passagens na Trenord, um trem muito bom, confortável, silencioso e que levou uns 43 minutos até a estação Milano Centrale, a mais próxima do hotel.


Onde ficamos

Ibis Milano Centro – Via Finocchiaro Aprile, 2 – Milão – Itália
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período:  4 dias / 3 noites (agosto de 2013)

Nossa avaliação: Bom hotel. Quarto aconchegante, confortável, com boa cama, TV, frigobar e internet. Bom café da manhã. Boa localização (a 8 Km do aeroporto, a 700 metros da estação Milano Centrale e a 1 Km do centro).


O que fizemos

1º dia: Chegada à Milão e passeio pela cidade

Depois de deixarmos as malas no hotel e tomarmos um banho, fomos fazer um reconhecimento dos arredores e da cidade. Saímos em direção à Piazza del Duomo, caminhando pelas ruas tranquilas e bem cuidadas da cidade. Passamos por um passeio público e paramos para tomar o primeiro “gelato” numa gelateria em frente à Porta Venezia. Este é um dos portões históricos da cidade de Milão e que a construção data de antes do século XIX.

Italia - Milao - Porta Venezia
Porta Venezia

Continuamos nossa caminhada por Milão pela Corso Venezia onde percebemos que a maioria dos moradores e comerciantes estavam de férias, pois vimos diversos cartazes divulgando o recesso. Ao final da rua chegamos no “quadrilátero da moda” onde encontram-se as lojas de marcas mais famosas, e caras, como Red Valentino, Dolce & Gabanna, Ferragamo, Paola da Vinci, Diesel, etc. Para quem tem grana sobrando esse é o lugar mas nos contentamos apenas em olhar. Entramos na Corso Vittorio Emanuele II e demos de cara com uma loja da Disney. Compramos umas lembranças mas Juliana nem viu pois estava dormindo no carrinho. Percebemos que a rua estava toda enfeitada com bandeiras de diversos países e aí descobrimos que era a divulgação da Expo Milano 2015.

Chegamos na Piazza del Duomo, que é uma bela e monumental praça onde localizam-se duas das principais atrações da cidade: a Catedral de Milão (Duomo) e a Galleria Vittorio Emanuele II, que é conhecida como o shopping mais antigo do mundo. Esta praça, diferente das ruas que passamos, estava lotada de turistas. Não demoramos muito e entramos no Duomo. Difícil saber se é mais linda por dentro ou por fora. A fachada é impressionante com suas esculturas e pináculos detalhadamente esculpidos, sem falar no mármore branco-rosa que muda de cor conforme a incidência dos raios solares. Por dentro, suas esculturas, pinturas e vitrais, bem como os detalhes do altar e das 5 naves (1 central e 2 em cada lateral) divididas por 52 colunas de 24 metros de altura cada, fazem com que esta seja uma das catedrais mais lindas que visitamos.

Italia - Milao - Duomo
Duomo
Italia - Milao - Duomo
Duomo

Ao saírmos do Duomo, passeamos pela Galleria Vittorio Emanuele II que é belíssima, principalmente a arquitetura do teto, misturando ferro e vidro, e também o chão, todo trabalhado no mosaico. Após isso, retornamos para o hotel sem antes pararmos para comer alguma coisa. Chegando próximo à Porta Venezia, paramos numa lanchonete para comer uma pasta.

Italia - Milao - Galleria Vittorio Emanuele II
Galleria Vittorio Emanuele II

2º dia: Piazza del Duomo, Pinacoteca di Brera, Castello Sforzesco, Parco Sempione e Cenaculo Vinciano

Começamos o dia saindo do hotel e indo em direção à Piazza del Duomo mas por outro caminho. Chegamos pela Piazza Alla Scala, que tem uma estátua de Leonardo da Vinci bem no centro e em frente o Teatro Alla Scala, que é uma das mais famosas casas de ópera do mundo. Atravessamos pela Galleria Vittorio Emanuele II em direção ao Duomo, porque neste dia resolvemos visitar os seus terraços.

Entramos na Catedral e fomos visitar atrás do altar, que estava fechado no dia anterior, onde pudemos admirar os imensos vitrais e esculturas de rara beleza. Chegamos aos terraços e, apesar de uma parte estar em restauração, pudemos admirar a arquitetura do lugar, principalmente os pináculos com suas esculturas detalhadamente esculpidas na ponta, e também um dos símbolos da cidade: La Madonnina, uma estátua dourada em homenagem à Nossa Senhora colocada na agulha mais alta da Catedral. Além disso, lá de cima pudemos apreciar a bela arquitetura da cidade e também avistar algumas montanhas nevadas.

Italia - Milao - Duomo
Duomo
Italia - Milao - Duomo
Duomo

Saindo do Duomo, atravessamos novamente a Galleria Vittorio Emanuele II, passamos pela Piazza della Scala, subimos a Via Giuseppe Verdi, depois a Via Brera, até chegarmos na Pinacoteca di Brera. Esta pinacoteca, que fica dentro do Palazzo Brera, contém uma das mais importantes coleções de arte italiana. Resolvemos não entrar na pinacoteca e ficamos admirando o pátio interior do palácio, com sua imponente arquitetura e suas esculturas, principalmente de filósofos, dispostas num ambiente bem agradável.

Italia - Milao - Galleria Vittorio Emanuele II
Galleria Vittorio Emanuele II
Italia - Milao - Pinacoteca di Brera
Pinacoteca di Brera

Continuando nossa caminhada, após sairmos da pinacoteca, entramos na Via Fiori Chiari e foi quando encontramos uma loja de um dos melhores sorvetes do mudo: Amorino, e claro que paramos para nos deliciar com esta maravilha !!! Mais alguns minutos de caminhada e enfim chegamos ao Castello Sforzesco. Este belíssimo e imponente castelo abriga atualmente museus e galerias de arte da cidade. Atrás do castelo existe o Parco Sempione, um grandioso e bem arborizado parque que as pessoas usam para se exercitar e pegar um solzinho e de onde temos uma bela vista do castelo. Caminhamos pelo parque até o Arco della Pace onde fizemos um pequeno piquenique e depois paramos num parquinho para que a Juliana pudesse se divertir um pouco. Ao retornarmos para o castelo, passamos por uma tenda em que muitas pessoas de terceira idade estavam dançando tango num ambiente bem animado e aprazível.

Italia - Milao - Parco Sempione
Parco Sempione
Italia - Milao - Castello Sforzesco
Castello Sforzesco

Depois de passarmos novamente pelo Castello Sforzesco, saímos dele passando por uma praça com um belo chafariz e fomos até nossa última atração a ser visitada neste dia: Il Cenaculo Vinciano. Esta espetacular obra-prima de Leonardo Da Vinci está exposta num antigo refeitório da Igreja Santa Maria delle Grazie, situada na praça de mesmo nome. Como chegamos um pouco mais cedo que a hora marcada (18:30pm) e ficamos aguardando até a chamada para a visita.

Chegou a hora e lembro que, para chegarmos até a sala principal, passamos por três portas de vidro que fechavam assim que todos entravam em cada ambiente. Enfim entramos no antigo refeitório, agora uma sala bem climatizada, e nos deparamos com uma das obras-primas mais importantes do mundo: A Última Ceia de Leonardo Da Vinci. Ficamos ali admirando e lendo as informações dispostas num painel colocado à frente da pintura. Vale citar que na parede oposta da sala existe outra bela pintura que retrata a crucificação de Jesus Cristo. Apesar de ser terminantemente proibido fotografar e filmar, é impossível sair dali sem um registro.

Italia - Milao - Igreja Santa Maria delle Grazie
Igreja Santa Maria delle Grazie
Italia - Milao - Igreja Santa Maria delle Grazie - Cenaculo Vinciano
Igreja Santa Maria delle Grazie – Cenaculo Vinciano

Após essa visita histórica e inesquecível, retornamos para o hotel caminhando, como sempre. Aproveitamos para passar novamente pela Piazza del Duomo, onde fizemos alguns registros fotográficos ao pôr do sol e à noite, neste que foi um dia bastante proveitoso na cidade.

Italia - Milao - Duomo
Duomo
Italia - Milao - Galleria Vittorio Emanuele II
Galleria Vittorio Emanuele II

3º dia: Verona

Neste dia, saímos cedo de Milão e fomos conhecer Verona. Pegamos um trem na estação Milano Centrale, em Milão, e descemos na estação Porta Nuova, em Verona. Esta viagem durou aproximadamente 1:20 hs.

4º dia: Fim da estadia

Saída de Milão para Veneza.


Dicas / Informações

Milão é a capital da região da Lombardia e é também conhecida como a capital do design.

  • Catedral de Milão (Duomo)
    • Foi iniciada no século XIV mas só concluída em 1813. É a maior catedral gótica do mundo e a quarta em dimensão na Europa.
    • A entrada é gratuita mas não é permitido o ingresso de pessoas vestidas com regatas, mini-saias, shorts e blusas decotadas.
  • Castello Sforzesco
    • Foi construído no século XV, por Francesco Sforza, sobre restos de uma fortificação anterior datada do século XIV. Atualmente abriga museus e galerias de arte de Milão.
    • A entrada no castelo é gratuita, mas para os museus e galerias é cobrado ingresso.
    • Arco della Pace, situado no Parco Sempione, é o Arco do Triunfo de Milão.
  • Il Cenacolo Vinciano (A Última Ceia de Leonardo Da Vinci)
    • Esta pintura, iniciada em 1495 e concluída em 1498, retrata os últimos momentos de Jesus Cristo com os 12 apóstolos. Na Segunda Guerra Mundial, este local foi parcialmente destruído mas as paredes com as obras-primas não foram afetadas. Vale citar que esta foi uma das obras-primas protegidas para que não fossem destruídas ou roubadas (história que foi retratada no filme “Caçadores de Obras-Primas”).
    • Para quem gosta de história e arte, não deixe de visitar. Na minha modesta opinião, é mais impactante do que Monalisa e outras.
    • O ideal é que agende a visita antes de viajar. Foi o que fizemos pela internet (mas também pode ser por telefone).

Links úteis

Locais Informações (valores de agosto/2013)
Trem Aeroporto Malpensa – Milano Centrale Preço: € 25 (ticket família)
Site: reserve sua passagem
Pinacoteca di Brera Ingresso: € 10 (inteiro) e gratuito para menores de 18 anos
Catedral de Milão (Duomo) Ingresso: € 12 (Terraços/Tesouros com subida pelo elevador; Juliana tinha 4 anos e não pagou)
Para informações sobre horários e ingressos, entre no site oficial Duomo (em inglês)
Castello Sforzesco Para informações sobre horários e ingressos, entre no site oficial Castello Sforzesco (em inglês)
Cenacolo Vinciano Ingresso: € 8 (adulto) e € 1,50 (criança)
Para agendar a visita, entre no site oficial Cenacolo Vinciano (em inglês)

Deixe uma resposta