Florença

Como chegamos

Trem de Veneza, saindo da estação Santa Lucia, para Florença, chegando na estação Santa Maria Novella pela Rail Europe (Frecciargento 9415). Esta viagem durou aproximadamente 2 horas.


Onde ficamos

Residenza Johanna II – Via delle Cinque Giornate, 12 – Florença – Itália
Faça sua reserva

Período: 5 dias / 4 noites (agosto de 2013)

Nossa avaliação: Bom hotel (“bed and breakfast” num casarão antigo e aconchegante). Quarto bom, com boa cama e TV. Café da manhã razoável. Razoável localização (um pouco distante da estação de trem Santa Maria Novella e das principais atrações da cidade).


O que fizemos

1º dia: Chegada à Florença e passeio pela cidade

Após chegarmos na estação de trem de Florença, resolvemos ir caminhando, apesar de um pouco distante. Depois de passar um sufoco pelas calçadas estreitas e ruas desniveladas, chegamos ao hotel. Em seguida saímos e depois de aproximadamente 20 minutos de caminhada, chegamos na Piazza San Lorenzo. Aos domingos esta praça tem uma feira de artesanato e couro onde encontramos alguns camelôs brasileiros. Perto da praça, existe o complexo de San Lorenzo com algumas atrações interessantes mas que deixamos para visitar em outro dia.

Seguimos para a Piazza del Duomo, onde estão a Catedral de Santa Maria del Fiore,  o Campanário de Giotto e o Batistério de São João (San Giovanni). Esta praça deslumbrante é uma das principias atrações de Florença. A fachada da catedral é majestosa, toda em mármore, incluindo mármore rosa que é muito raro. As portas do Batistério são impressionantes, detalhadamente esculpidas. Entramos no Duomo de Florença, a Catedral, e lá ficamos admirando uma das cúpulas mais lindas que já vimos. A pintura é tão impressionante que parece que os personagens estão saindo dela. A igreja não é rica em ouro e prata mas por suas esculturas e pinturas, principalmente a da cúpula, já valem a visita.

Italia - Florenca - Basilica de Santa Maria del Fiore
Basílica de Santa Maria del Fiore
Italia - Florenca - Basilica de Santa Maria del Fiore
Basílica de Santa Maria del Fiore

Saímos de lá e fomos conhecer a Igreja Santa Maria Novella. Essa igreja fica bem próxima da estação de trem e de frente com ela fica uma pracinha de mesmo nome muito charmosa, florida e com vários cafés. Entramos rapidamente na igreja que é bem simples e sem muitos atrativos. Continuamos andando pela cidade chegamos ao Palazzo Strozzi. Este é um dos belos exemplares da arquitetura renascentista italiana. Atualmente abriga dois institutos sendo que um deles acolhe importantes mostras de arte contemporânea. Este palácio fica numa rua com muitas lojas de grife, como Fendi e Giorgio Armani. Muito agradável de caminhar. Seguindo nossa caminhada, passamos pela Piazza Santa Trinita em direção à Ponte Vecchio. Chegamos ao Rio Arno e lá estava a famosa ponte, imponente e cheia de lojas e joalherias. É o cartão postal da cidade e o pôr do sol visto de lá é fascinante.

Italia - Florenca - Igreja Santa Maria Novella
Igreja Santa Maria Novella
Italia - Florenca - Rio Arno
Rio Arno

Seguindo mais adiante, chegamos na Galleria degli Uffizi. Neste lugar vários artistas estavam fazendo pinturas, retratos e desenhos, num ambiente bem artístico e agradável. Atravessamos o corredor externo da galeria e chegamos na grandiosa e deslumbrante Piazza della Signoria, em frente ao Palazzo Vecchio. A praça é um museu a céu aberto, com muitas obras e esculturas, difícil saber para onde olhar. Lá estão a Fonte de Netuno, uma escultura simbolizando a morte da Medusa, uma réplica de Davi de Michelangelo, entre muitas outras obras.

Italia - Florenca - Galleria degli Uffizi
Galleria degli Uffizi
Italia - Florenca - Piazza della Signoria - Fonte de Netuno
Piazza della Signoria – Fonte de Netuno

Para finalizarmos este proveitoso dia de passeio, no caminho de retorno para o hotel, paramos para jantar no restaurante Giardino di Barbano, que fica na Piazza della Indipendenza. Enquanto aguardávamos nosso jantar, Juliana ficou admirando o pizzaiolo no preparo da sua pizza. Fechamos a noite tomando um merecido vinho e comendo deliciosas bruschettas, inclusive de “frijoles” (um tipo de feijão branco).

2º dia: Pisa e Lucca

Acordamos bem cedo neste dia e pegamos um trem saindo da estação Santa Maria Novella, em Florença, para visitar Pisa e Lucca.

3º dia: San Lorenzo, Piazza del Duomo, Piazza della Signoria, Palazzo Pitti, Ponte Vecchio

Começamos este dia pela Piazza della Indipendenza que fica próxima de onde ficamos hospedados. Depois seguimos para a Piazza San Marco indo em direção à Basilica di San Lorenzo e seu complexo. Essa basílica do início do Renascimento é uma das maiores e mais antigas igrejas de Florença e foi realizada por Filippo Brunelleschi. Após percorrermos um grande corredor, entramos na Sagrestia Nuova onde encontram-se as tumbas em que repousam os principais membros da família Médici. Tanto a sacristia quanto as tumbas são projetos de Michelangelo.

Seguimos para a Biblioteca Medicea Laurenziana, da família Médici, também projetada por Michelangelo. Majestosa, o teto todo em madeira esculpida, e nos dois lados do corredor, filas de bancos cada uma de um tema de estudo, como filosofia, matemática, etc. Vitrais lindos e o chão super protegido, onde não se pode pisar. Entramos numa outra sala da biblioteca onde os livros que estavam expostos eram desenhados a mão, e os livros de cabeceira eram todos escritos em ouro.

Italia - Florenca - Basilica de San Lorenzo - Biblioteca Medicea Laurenziana
Basílica de San Lorenzo – Biblioteca Medicea Laurenziana

Saímos de San Lorenzo e seguimos para a Piazza del Duomo. Paramos em frente ao Batistério de São João e ficamos admirando as suas portas que são uma atração a parte. Feitas em ferro fundido esculpido, nos impressiona pelos detalhes dos desenhos caracterizando representações bíblicas. Fomos para a Catedral e também ficamos admirando as portas, também no mesmo estilo de obra, e a sua fachada toda entalhada no mármore rosa com muitos detalhes.

Entramos novamente na Catedral de Santa Maria del Fiore, o Duomo de Florença, e olhar a cúpula é algo que não cansa. Não conseguimos descrever o realismo da pintura. Desta vez fizemos a subida para visitação da cúpula e com isso pudemos ficar bem próximos desta obra-prima, o que acabou nos impressionando ainda mais. Foram 463 degraus para aí sim se ter uma das melhores vistas do teto e também da cidade de Florença. Mas chegando perto da obra percebe-se que existem muitas rachaduras e alguns pedaços descolados. Enfim, chegando do lado de fora da cúpula do Duomo, a vista de Florença é  realmente incrível. A dica para quem vai com criança: a subida cansa mas dá para ir numa boa; tem onde deixar o carrinho com segurança; mas lá em cima achamos um pouco perigoso pois a grade não oferece a segurança adequada.

Italia - Florenca
Vista de Florença

Saímos da Catedral e fomos para o Batistério de São João, onde os grandes destaques são o teto dourado com mosaico em pastilhas, que mostra passagens da história de São João Batista, e as portas externas, que receberam de Michelangelo o nome de “As Portas do Paraíso”. Depois de sairmos do Batistério, Bete e Juliana ficaram na Piazza del Duomo enquanto resolvi subir as escadarias do Campanário de Giotto de onde pude admirar uma das mais belas vistas de Florença.

Italia - Florenca - Batisterio de Sao Joao
Batistério de São João
Italia - Florenca - Piazza del Duomo
Piazza del Duomo

Seguimos para a Piazza della Signoria, que fica em frente ao Palazzo Vecchio. Entramos no Palazzo Vecchio mas apenas nas salas externas pois já estava fechado para visitação que por sinal são muita bem decoradas.

Italia - Florenca - Piazza della Signoria
Piazza della Signoria
Italia - Florenca - Palazzo Vecchio
Palazzo Vecchio

Depois disso, fomos até o Palazzo Pitti onde pegamos o início do pôr do sol e então corremos para o Rio Arno, mais precisamente para a Ponte Vecchio, para apreciá-lo de um lugar mais adequado. Esperamos anoitecer para que pudéssemos fazer alguns registros noturnos. Muito bom andar por Florença à noite !!! Retornando para o hotel, passamos pela Piazza della Republica, onde encontramos muitos restaurantes, artistas de rua, e até um carrossel, e depois disso fomos fazer um registro da Catedral à noite.

Italia - Florenca - Palazzo Pitti
Palazzo Pitti
Italia - Florenca - Ponte Vecchio
Ponte Vecchio

4º dia: San Gimignano e Siena

Acordamos bem cedo neste dia e pegamos um trem saindo da estação Santa Maria Novella, em Florença, para visitar San Gimignano e Siena.

5º dia: Fim da estadia

Saída de Florença para Nápoles.


Dicas / Informações

Florença é a capital e a maior cidade da região da Toscana. Tornou-se famosa, também, por ser a cidade natal de Dante Alighieri, autor da “Divina Comédia”, que é um marco da literatura universal. A cidade é cenário de obras de artistas do Renascimento, como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Giotto, Botticelli, Rafael Sanzio, Donatello, entre outros.

  • Complexo Monumental Santa Maria del Fiore
    • Este complexo é formado por: Duomo, Batistério de São João, Campanário de Giotto, Cripta de Santa Reparata e o Museo dell’Opera. O ingresso é comprado numa bilheteria próxima ao Duomo.
    • A pintura no interior da cúpula do Duomo é uma representação do Juízo Final, num afresco de Giorgio Vasari e Federico Zuccari de 1572-1579.
    • O Campanário de Giotto teve seus alicerces escavados em 1296 e possui um conjunto de 7 sinos. Vale citar a riquíssima decoração, da qual participaram alguns dos melhores escultores em Florença. Os originais foram retirados e levados para o museu do complexo.
  • Recomendamos conhecer as 4 cidades que visitamos estando hospedados em Florença: Pisa, Lucca, San Gimignano e Siena, pois você terá a ideia do que é realmente a Toscana.

Links úteis

Locais Informações (valores de agosto/2013)
Trem de Veneza para Florença Preço: € 29 (adulto) e € 15 (criança) – Frecciargento
Santa Maria del Fiore Ingresso: € 10,00 (para todo o complexo; menores de 6 anos não pagam)
Para informações sobre horários e ingressos, entre no site oficial Duomo (em inglês)
San Lorenzo Ingresso: € 3,50
Galeria Degli  Uffizi Ingresso: € 6,50
Palazzo Pitti Ingresso: € 8,50
Basílica Santa Maria Novella Ingresso: € 3,50 (museu)

2 thoughts on “Florença

  1. Ola, gostaria de agradecer por citar meu site, fico muito feliz pelo carinho.
    Ainda, gostaria, se não quiser publicar essa parte não se preocupe, de lhe informar que a Basilica de San Lorenzo foi realizada por Brunelleschi e não Michelangelo (ele fez outras obras como a capela nuova e a Biblioteca), foi chamado para fazer a fachada, mas como foi chamado pelo Papa para trabalhar em Roma, não pode termina-la.
    Um abraço e quando voltar a Itália, ente em contato! abs

    1. Olá, gostaríamos de agradecer pela informação que em breve será corrigida. Normalmente colocamos no site alguns links para outros que nos ajudaram a planejar nossas viagens, e o seu foi um deles. Esperamos um dia voltar a este lugar maravilhoso. Um grande abraço.

Deixe uma resposta