Chapada dos Veadeiros – Vale da Lua e Raizama

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Vale da Lua

Este dia foi dedicado para conhecermos o Vale da Lua, que acompanha a Serra do Segredo com seu leito de pedras em formatos arredondados, lembrando o solo lunar, e uma trilha pelo córrego Raizama, que forma uma hidromassagem natural para depois despencar num cânion de mais de 100 metros de extensão.


1º dia: Chegada em Alto Paraíso e passeio pela cidade

Ao chegarmos próximos à cidade de Alto Paraíso tivemos um contratempo: o Google Maps nos mandou em direção à São Jorge, distrito que fica a 35 km de Alto Paraíso pela estrada GO-239. Já tínhamos percorrido quase um terço do caminho quando percebemos o engano e retornamos para Alto Paraíso.

Depois de deixarmos as malas na pousada, fomos até o supermercado mais próximo para fazermos umas compras. Foi lá que conhecemos um “grande companheiro” de caminhada: o Gergeliko, um biscoito de gergelim crocante muito famoso na região e que nos foi recomendado por um casal dentro do supermercado. Levamos vários pacotes além de outras coisas básicas. Depois que retornamos para a pousada, tomamos um banho revigorante e saímos para jantar. Fomos numa pizzaria próxima, já que tínhamos viajado quase todo o dia e precisávamos descansar.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Alto Paraiso
Alto Paraíso

2º dia: Jardim de Maytrea, Vale da Lua e Raizama

Acordamos umas 7 horas da manhã já que o Beto, dono da pousada e nosso guia nas caminhadas, disse que sairíamos todos os dias às 9 da manhã. O dia amanheceu com um belo sol e, depois de tomarmos nosso café da manhã, saímos da pousada. Entramos na rua principal e o Beto pediu para pararmos em frente ao Chappada Hotel. Este hotel tem na frente um disco voador com ETs e tudo dentro. Ele explicou como se deu o povoamento deste lugar, principalmente durante a virada do milênio. Uma história e tanto !!!

Pegamos a estrada em direção à São Jorge e, uns 20 km depois, paramos no acostamento, passamos por uns pequenos arbustos e fomos conhecer o Jardim de Maytrea. Este lugar é conhecido por seu misticismo. Dizem que ali existe um grande campo de força magnética e um portal para outra dimensão. É um dos lugares mais fotografados da Chapada dos Veadeiros com seus belos campos, veredas e buritizais emoldurados por diversas montanhas no horizonte. Uma destas montanhas é o Morro da Baleia, também muito adorado pelos místicos que vão para lá em noites de lua cheia para meditar e se energizar. Ao retornarmos para o carro, o Beto pediu que fizéssemos uma tradição de quem vai ali: deitar na estrada e formar uma “mandala”. Como éramos apenas nós dois não ficou muito bem caracterizado mas vimos fotos bem legais com grupos maiores.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Jardim de Maytrea
Jardim de Maytrea

Vale da Lua

Saímos dali e pegamos novamente a estrada. Aproximadamente a 11 km de São Jorge pela rodovia GO-239, entramos numa estrada de terra do lado oposto ao Parque Nacional e paramos mais uma vez. Caminhamos uns 20 minutos numa trilha tranquila e chegamos ao Vale da Lua. O vale fica fora do Parque Nacional, na Serra da Boa Vista, e é um dos pontos mais visitados na Chapada dos Veadeiros. Caracteriza-se por um conjunto de formações rochosas cavadas nas pedras pelas corredeiras do rio São Miguel.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Vale da Lua
Vale da Lua

Caminhamos pelas formações rochosas até chegarmos na piscina natural mais frequentada do lugar. Começou a chover mas não foi o suficiente para não aproveitarmos este belo lugar de águas cristalinas e pequenas “hidromassagens” naturais.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Vale da Lua - Piscinas Naturais
Vale da Lua – Piscinas Naturais

Raizama

Continuando nosso passeio, deixamos o Vale da Lua e fomos direto para Raizama, a 3 km do povoado de São Jorge. Paramos o carro e fomos caminhando até um estabelecimento de onde começa a trilha. Este lugar tinha até uma estrutura para shows muito peculiar, cuja decoração tinham as faces de Janis Joplin, Jimi Hendrix, Raul Seixas, entre outros. Chovia muito e enquanto aguardávamos a chuva passar um pouco caíram dois raios próximos de onde estávamos, um deles a uns 15 metros. Um casal que também esperava, nessa hora desistiu e foi embora.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Raizama
Raizama

Esperamos o susto passar e fomos. A caminhada durou umas duas horas de intensa chuva. Descemos e atravessamos o Córrego Raizama, que estava barrento devido à chuva, até chegarmos ao Salto do Raizama. Neste lugar o córrego se encontra com o Rio São Miguel. Uma trilha muito peculiar em forma de “deck” permite um belo visual do Cânion do Rio São Miguel. Dali tem acesso aos poços para banho, mas que neste dia estavam impraticáveis devido à força das águas.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Corrego do Raizama
Córrego do Raizama
Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Salto do Raizama
Salto do Raizama

Rancho do Waldomiro

Depois de quase três horas de trilha, voltamos para o carro e retornamos para Alto Paraíso. No caminho, passamos pelo famoso Rancho do Waldomiro e paramos para fazer a primeira refeição do dia. Este rancho, na verdade, é uma pequena choupana com telhado de palha e algumas mesas bem em frente ao Morro da Baleia. Como era fora de época estava vazio, mas mesmo assim paramos o carro e entramos.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Rancho do Waldomiro
Rancho do Waldomiro

Ao entrarmos, vimos um cartaz com os diversos passeios da região. Tinha também uma bandeja repleta de licores artesanais de frutas típicas, como buriti, ananás, jatobá, pequi, sucupira, jenipapo tamarindo, cupuaçu, entre outras mais. Provamos algumas para abrir o apetite, que já não era pouco, e depois pedimos nosso almoço. Para nossa surpresa o dono, Seu Waldomiro, estava no estabelecimento e veio até nós. Uma pessoa muito simples e simpática, com seu chapéu característico. Contou seus causos e sua história, bem emocionado, enquanto aguardávamos o almoço.

Pedimos o prato mais famoso: a Matula. Esse prato típico criado pelo próprio Seu Waldomiro é uma delícia, apesar de um pouco pesado. É ele que prepara e supervisiona tanto a matula como os doces vendidos em seu rancho. Depois de nos fartarmos (um prato deu para os três: eu, Bete e Beto), nos despedimos e voltamos para Alto Paraíso. Prometemos voltar para comprar pelo menos uma garrafa de licor e um pote de doce.

Brasil - Goias - Chapada dos Veadeiros - Rancho do Waldomiro - Matula
Rancho do Waldomiro – Matula

Veja também:


Dicas e informações

Informações

  • Vale da Lua
    Localização: De São Jorge, a 10 km de estrada de terra; ou de Alto Paraíso, a 23 km de asfalto e 11 km de estrada de terra
    Distância/duração: 1,5 km, aproximadamente 1 hora (ida e volta)
    Dificuldade: baixa
    Ingresso: R$ 10,00 (valor de abril/2015)
  • O Vale da Lua é um dos lugares imperdíveis da Chapada dos Veadeiros.
  • O Vale da Lua acompanha a Serra do Segredo com seu leito de pedras em formatos arredondados, lembrando o solo lunar. Não é necessário guia.
  • Raizama
    Localização:  a 3 km do povoado de São Jorge.
    Distância/duração: 4 km, aproximadamente entre 2 e 3 horas (ida e volta)
    Dificuldade: baixa a moderada
    Ingresso: R$ 10,00 (valor de abril/2015)
  • Raizama é onde o córrego Raizama forma uma hidromassagem natural para depois despencar num cânion de mais de 100 metros de extensão; em alguns pontos mais 50 metros de profundidade, percorrendo uma trilha esculpida nas paredes do cânion até as piscinas.
  • A matula é conhecida como a feijoada do cerrado e era a marmita dos tropeiros. Feita com feijão branco ou mulatinho, em forma de tutu, temperado com açafrão, e carne de sol, linguiça, porco e carne de lata. Pode ser servida na folha de bananeira acompanhada de paçoca de carne seca (farofa), mandioca frita, abóbora cozida, arroz e tomate.

Links úteis

Deixe uma resposta