Lisboa

Como chegamos

Alugamos uma van de dez lugares em Porto e fomos para Lisboa, passando por Coimbra e Fátima. A viagem durou aproximadamente 10 horas, incluindo as paradas nas duas cidades. O percurso entre Porto e Lisboa é de 313 km.


Onde ficamos

Hotel Ibis Lisboa Liberdade – Rua Barata Salgueiro, 53 (1250-043) – Lisboa – Portugal
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período: 5 dias / 4 noites (setembro de 2014)

Nossa avaliação: Ótimo hotel. Quarto aconchegante, com frigobar, TV e internet. Excelente café da manhã. Boa localização, situado aproximadamente a 150 metros da Avenida da Liberdade, uma das principias ruas da cidade.


O que fizemos

1º dia: Chegada à Lisboa

Chegamos em Lisboa no início da noite e fomos direto ao aeroporto para devolver o carro. Depois disso, pegamos um táxi e fomos para o hotel. Como tinha sido uma viagem longa e um pouco cansativa, decidimos jantar no hotel para descansarmos para o dia seguinte.

2º dia: Padrão dos Descobrimentos, Torre de Belém, Mosteiros dos Jerónimos, Praça do Comércio e Oceanário

Depois de um café da manhã reforçado saímos para passear. Andamos até uma rua próxima e pegamos um ônibus para irmos até a freguesia de Belém, onde encontram-se diversas atrações da cidade. Logo depois de descermos do ônibus, caminhamos um pouco, passamos pelo Jardim de Belém, atravessamos o Jardim da Praça do Império, ladeamos a Marina de Belém até chegarmos às margens do Rio Tejo. Bem de frente para este famoso rio encontra-se o Padrão dos Descobrimentos, um monumento erguido para homenagear as figuras históricas envolvidas nos descobrimentos portugueses.

Portugal - Lisboa - Padrao dos Descobrimentos
Padrão dos Descobrimentos

Depois de algum tempo admirando este imponente monumento, decidimos subir no seu mirante. Entramos num elevador e depois de alguns andares e lances de escada, chegamos ao mirante. Vale a pena a subida pois de lá desfrutamos de uma linda visão 360º da região. Vale destacar os Jardins de Belém e do Império, o Mosteiro dos Jerónimos, o Estádio do Restelo (Belenenses), a Ponte 25 de Abril e a foz do Rio Tejo, famoso rio de onde partiram diversas expedições marítimas. Também vale destacar a visão da Rosa dos Ventos, um presente da África do Sul para Portugal desenhado à frente do monumento, onde estão representadas datas, naus e caravelas que marcaram as principais rotas da expansão portuguesa, entre os séculos XV e XVI.

Portugal - Lisboa - Praca do Imperio e Mosteiro dos Jeronimos
Praça do Império e Mosteiro dos Jerónimos

Depois que descemos do mirante, caminhamos pela margem direita do Tejo até a Torre de Belém. Este monumento é um ícone da arquitetura do reinado de Manuel I de Portugal. Esta construção de tradição medieval é toda rodeada por decorações do brasão de armas de Portugal, incluindo inscrições de cruzes da Ordem de Cristo nas janelas de baluarte. Tentamos entrar mas como estava com uma longa fila, e no sol, decidimos não visitar pois deixaríamos de conhecer outros lugares.

Portugal - Lisboa - Torre de Belem
Torre de Belém

Retornamos ao ponto inicial do nosso passeio e ficamos admirando o Jardim da Praça do Império. Depois de algum tempo de contemplação e fotos, entramos no Mosteiro dos Jerónimos. Este mosteiro é o ponto alto da arquitetura manuelina. Também é considerado o mais notável conjunto monástico português do seu tempo e uma das principais igrejas-salão da Europa.

Começamos a visita pelo Claustro com seus dois andares abobadados e uma planta quadrada, de cantos cortados, formando um octógono virtual. Caminhamos por diversos espaços anexos, onde destacam-se a sala do capítulo, o refeitório, os confessionários e a biblioteca. Uma obra-prima da arquitetura mundial !!!

Portugal - Lisboa - Mosteiro dos Jeronimos - Claustro
Mosteiro dos Jerónimos – Claustro

Depois disso entramos na Igreja Santa Maria de Belém. Esta igreja apresenta uma planta em cruz latina, composta por três naves e coberta por uma extensa abóbada suportada por seis pilares. Dentre as diversas capelas, esculturas e pinturas, vale citar que ali estão enterradas diversas personalidades da história de Portugal, dentre eles Vasco da Gama e Luís de Camões, e seus túmulos são verdadeiras obras de arte.

Portugal - Lisboa - Mosteiro dos Jeronimos - Igreja Santa Maria de Belem
Mosteiro dos Jerónimos – Igreja Santa Maria de Belém

Ao sairmos do mosteiro resolvemos fazer um lanche num dos lugares mais famosos de Lisboa. A poucos metros do mosteiro, a confeitaria Pastéis de Belém, fundada em 1837, é a única que fabrica esta iguaria da culinária portuguesa. Apesar da longa fila, fomos atendidos rapidamente. Inicialmente comemos no balcão mesmo, mas logo vimos um salão interno e resolvemos desfrutar deste ambiente tão colonial. No final ainda levamos mais para o hotel.

Portugal - Lisboa - Pasteis de Belem
Pastéis de Belém

Depois do lanche pegamos o bonde até a Praça do Comércio. Mais conhecida como Terreiro do Paço, é uma praça da Baixa de Lisboa situada junto ao Rio Tejo. Durante cerca de dois séculos esta praça foi o local do palácio dos reis de Portugal e hoje está ocupada por ministérios e outros departamentos governamentais.

Portugal - Lisboa - Praca do Comercio
Praça do Comércio

Aproveitamos que estávamos ali e fomos caminhar um pouco pela famosa Rua Augusta. Passamos pelo belíssimo Arco da Rua Augusta e adentramos esta rua com elevada concentração de comércio, cheia de lojas, muitas delas de grandes marcas internacionais. Esta rua também é frequentemente ocupada por artistas de rua, artesãos e vendedores ambulantes.

Depois de uma caminhada para compras, retornamos à Praça do Comércio e pegamos uma condução até o Parque das Nações. Dentre as diversas instituições culturais e desportivas disponíveis neste local, fomos até lá especialmente para visitar o Oceanário de Lisboa. Este que é um dos maiores aquários do mundo, é um lugar muito legal para as crianças. Elas se divertem admirando a grande diversidade de animais marinhos distribuídos por diversos tanques de diversos tamanhos. Ficamos lá até a noite, depois jantamos no Centro Comercial Vasco da Gama  e retornamos para o hotel.

Portugal - Lisboa - Oceanario
Oceanário

3º dia: Bairro Alto e Castelo de São Jorge

Neste dia que amanheceu com sol mas cheio de nuvens, saímos do hotel em direção à Avenida da Liberdade. Chegando lá subimos em direção a Praça Marquês de Pombal, uma das mais importantes praças da cidade com seu imponente monumento em homenagem a Marquês de Pombal. Uma bela e grandiosa praça mas com um trânsito um pouco caótico.

Portugal - Lisboa - Praca Marques de Pombal
Praça Marquês de Pombal

Dali saímos em direção à Praça do Comércio passando pela Praça dos Restauradores e pela Praça Dom Pedro IV. No caminho passamos por estabelecimentos famosos como o Solar dos Presuntos e A Ginjinha. Entramos na Rua Augusta e logo em seguida numa de suas ruas transversais para subir o Elevador Santa Justa e conhecer o Bairro Alto. Chegando lá em cima desfrutamos de uma bela vista da cidade.

Portugal - Lisboa - Bairro Alto
Bairro Alto

Bairro Alto é um bairro antigo e pitoresco no centro de Lisboa. Caracteriza-se por suas ruas estreitas empedradas, casas seculares, pequeno comércio tradicional, restaurantes e locais de vida noturna. Caminhamos muito por lá até retornarmos novamente para próximo da Rua Augusta. De lá pegamos um bonde que nos levou até um lugar chamado Miradouro das Portas do Sol. Um lugar aprazível de onde se tem uma visão panorâmica deslumbrante da cidade. Depois de admirarmos a paisagem, almoçamos num dos diversos restaurantes do local.

Portugal - Lisboa - Miradouro das Portas do Sol
Miradouro das Portas do Sol

Depois do almoço retornamos ao nosso passeio. No meio da caminhada começou a chover forte. Entramos numas lojinhas de artesanatos e aproveitamos para fazer umas comprinhas. Assim que a chuva parou continuamos nossa caminhada. O caminho era predominantemente por ladeiras íngremes e numa delas passamos pela Igreja de Santiago de onde os peregrinos partem para o famoso Caminho de Santiago de Compostela. Depois de muita subida chegamos ao Castelo de São Jorge.

Portugal - Lisboa - Castelo de Sao Jorge
Castelo de São Jorge

O Castelo de São Jorge tem este nome por devoção à São Jorge, padroeiro dos cavaleiros e das cruzadas. Sua posição dominante, sobre a mais alta colina do centro histórico, proporciona uma das mais belas vistas da cidade e do estuário do rio Tejo. Ficamos lá por um bom tempo, onde caminhamos por seu interior e suas muralhas e até presenciamos um trote de universitários.

Portugal - Lisboa - Castelo de Sao Jorge
Castelo de São Jorge

Logo que saímos do castelo começou a chover de novo. Foi quando percebemos que numa praça em frente a uma igreja, vários tuk-tuks estavam parados a espera de passageiros. Perguntamos quando cobrariam para irmos até o hotel e, como era um preço bom, lá fomos nós passear de tuk-tuk em Lisboa.

Portugal - Lisboa - Passeio de Tuk-tuk
Passeio de Tuk-tuk

4º dia: Museu Nacional do Azulejo

Neste dia que começou nublado e chuvoso, resolvemos visitar o Museu Nacional do Azulejo. Saímos do hotel e fomos até à Avenida da Liberdade. Em seguida descemos em direção ao Terreiro do Paço passando pela Praça dos Restauradores. Chegando à Praça do Comércio, ou Terreiro do Paço, pegamos um ônibus que nos deixou na Avenida Infante Dom Henrique num ponto próximo ao museu.

Este museu é um dos mais importantes de Portugal pela sua coleção dedicada ao azulejo, expressão artística da cultura portuguesa. Logo no início da visita ficamos admirados com a arquitetura do edifício onde o museu está instalado e com a riqueza da Igreja da Madre de Deus, que também faz parte do complexo.

Portugal - Lisboa - Museu do Azulejo
Museu do Azulejo

O museu abriga em seus domínios uma extensa coleção que conta desde como o azulejo é fabricado, sua história, tendências e outros aspectos importantes que envolvem esse elemento decorativo e simbólico. No acervo, destaque para um painel de azulejos que representa uma panorâmica de Lisboa antes do terremoto de 1755.

Portugal - Lisboa - Museu do Azulejo
Museu do Azulejo

Depois da visita ao museu, retornamos à Praça do Comércio para almoçar. Tínhamos uma dica de um casal de amigos que ali existia um restaurante com um delicioso bacalhau ao lagareiro. Perto do Museu da Cerveja, o Café e Restaurante Martinho da Arcada. foi realmente uma ótima escolha para um almoço inesquecível, com ótima comida e ambiente aconchegante. Durante o almoço, vale destacar duas situações: a primeira foi a presença do Seu Antonio que ficou na nossa mesa batendo papo durante todo o almoço; e a segunda foi quando pedimos o vinho para acompanhar o bacalhau e o garçom trouxe outro dizendo que não podíamos beber um vinho que fosse vendido no Brasil, pois os piores é que são exportados. Não nos restou outra decisão a não ser acatar tão sábia sugestão.

Portugal - Lisboa - Cafe e Restaurante Martinho da Arcada
Café e Restaurante Martinho da Arcada

Como era nosso última dia de passeio pela cidade, depois do almoço fizemos algumas compras no caminho de volta e retornamos para o hotel.

5º dia: Fim da estadia

Saída de Lisboa para o Rio de Janeiro. Voo pela British Airways (BA499 e BA249) saindo do Aeroporto da Portela (LIS), em Lisboa, e chegando no Aeroporto do Galeão (GIG), no Rio de Janeiro, com escala no Aeroporto London Heathrow (LHR), em Londres. A duração do voo de Lisboa para Londres foi de aproximadamente 2:40hs e de Londres para o Rio de Janeiro foi de 11:40hs (no total, levamos aproximadamente 16 horas para chegar).


Dicas / Informações

  • No Padrão dos Descobrimentos, dentre as figuras representadas estão: Infante D. Henrique, Luís de Camões, Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral, Fernão de Magalhães, dentre outros. O monumento original, feito em materiais perecíveis, foi erguido em 1940 por ocasião da Exposição do Mundo Português. A réplica atual, em betão e pedra, foi inaugurada em 1960.
  • A Torre de Belém foi, ao longo do tempo, perdendo a sua função de defesa e os antigos paióis deram lugar a masmorras. Ainda mantém-se nos quatro pisos da torre: a Sala do Governador, a Sala dos Reis, a Sala de Audiências e a Capela.
  • O Mosteiro dos Jerónimos foi classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO, juntamente com a Torre de Belém, em 1983.
  • O Parque das Nações foi a designação dada ao bairro surgido na antiga Zona de Intervenção da Expo, que inclui o local onde foi realizada a Exposição Mundial de 1998. Esta área tornou-se um centro de atividades culturais e um novo bairro da cidade, com várias instituições culturais e desportivas próprias. Dentre elas estão um Pavilhão do Conhecimento, um moderno museu de ciência e tecnologia, um teleférico, o Pavilhão Atlântico, a emblemática Torre Vasco da Gama (o edifício mais alto do país), o Oceanário de Lisboa e a Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes.
  • O Museu Nacional do Azulejo se encontra instalado no antigo Convento da Madre de Deus, fundado em 1509 pela rainha D. Leonor (1458-1525).
  • Ginjinha é um licor obtido a partir da maceração da ginja, similar à cereja, muito popular em Portugal.

Links úteis

Locais Informações (valores de setembro/2014)
Padrão dos Descobrimentos Ingresso: € 3
Mosteiro dos Jerónimos Ingresso: € 12 (criança até 12 anos não paga)
Oceanário de Lisboa Ingresso: € 34 (ingresso família – 2 adultos e 1 criança)
Castelo de São Jorge Ingresso: € 8,50
Museu Nacional do Azulejo Horário: terça a domingo das 10 às 18 hs
Ingresso: € 5

Deixe uma resposta