Puno (Lago Titicaca)

Como chegamos

Ônibus de Cusco para Puno (aproximadamente 10 horas de viagem parando nos pontos turísticos). Pegamos um ônibus às 7:30 hs em Cusco para irmos para Puno. Na primeira parada conhecemos a Igreja São Pedro Apóstolo de Andahuaylillas, que é conhecida como a Capela Sistina da América, uma igreja no estilo barroco andino com belas pinturas no teto e alguma riqueza mas que estava sendo restaurada na época. Seguindo viagem passamos ao longo do Rio Vilcanota (Urubamba) e pelas ruínas de Raqchi, um sítio arqueológico Inca que tem como principal edificação o Templo de Wiracocha. Um pouco antes do almoço fizemos uma parada num local em que caminhávamos entre lhamas e alpacas, com direito a dar mamadeira para os animais.

Continuando a viagem após o almoço, paramos na estrada em La Raya, o ponto mais alto da viagem (4.335 metros acima do nível do mar), para ver os picos nevados da Cordilheria dos Andes. Mais alguns quilômetros e conhecemos o Museu de Cultura Pukara (pré-Inca) onde existem algumas peças de cerâmica datadas de A.C. Quase chegando à Puno passamos pela cidade de Juliaca, a cidade mais próxima de Puno que tem um aeroporto, e onde fomos brindados com um belo arco-íris e um trânsito caótico, onde vimos várias pessoas descarregando “mercadorias” de kombis e levando em triciclos pelas ruas da cidade.

Peru - Viagem para Puno - Ruinas de Racchi
Viagem para Puno – Ruínas de Racchi

Onde ficamos

Eco Inn – Av. Chulluni 195 – Puno – Peru
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período: 4 dias / 3 noites (agosto de 2006)

Nossa avaliação: Hotel muito bom. Quarto muito bom para 2 pessoas, com boa cama, TV a cabo e frigobar. Café da manhã muito bom. Bem localizado (próximo ao Lago Titicaca).


O que fizemos

1º dia: Chegada à Puno

Como chegamos bem no final do dia, nos limitamos a conhecer os arredores do hotel e fazer algumas pequenas compras já que no dia seguinte teríamos muita coisa para fazer.

2º dia: Ilhas Flutuantes de Uros e Sillustani

Neste manhã em Puno pegamos um barco e fomos visitar as Ilhas Flutuantes de Uros, ilhas artificiais que ficam sobre as águas do Lago Titicaca. Elas são feitas de totora, uma espécie de vegetação local, e são habitadas por peruanos e bolivianos que a utilizam para construir, habitar, criar animais e, atualmente, explorar o turismo com a venda de artesanatos e visitas guiadas. Foi uma manhã muito agradável junto daquela gente, onde escutamos sua história, comemos sua comida, inclusive totora, dançamos sua música e passeamos de barco pelo Lago Titicaca. Neste passeio percebemos que também existem escolas e creches nas ilhas flutuantes.

Peru - Puno - Lago Titicaca - Passeio as Ilhas Flutuantes de Uros
Lago Titicaca – Passeio às Ilhas Flutuantes de Uros
Peru - Puno - Lago Titicaca - Passeio as Ilhas Flutuantes de Uros
Lago Titicaca – Passeio às Ilhas Flutuantes de Uros

À tarde fomos para o centro de Puno para conhecermos a Plaza de Armas e aguardar o passeio da tarde. Neste dia estava tendo uma comemoração da Polícia local com direito à banda e festejos. Em seguida partimos para conhecer o Complexo Arqueológico de Sillustani, uma grande e importante necrópole que se encontra às margens da laguna de Umayo, a 34 quilômetros de Puno e que se destaca por suas gigantescas torres de pedra (as chullpas), que são como grandes sarcófagos, muitas delas com mais de 12 metros de altura. O lugar foi utilizado como cemitério durante muito tempo pelas culturas Tiahuanaco, Colla e, finalmente, pelos Incas. Um lugar sinistro mas ao mesmo tempo deslumbrante.

Saindo de Sillustani passamos num povoado próximo dali para conhecer suas casas e como vivem, e conhecemos uma tradição peruana: a de colocar dois pequenos touros de barro em cima da casa para dar proteção e sorte. Foi uma experiência interessante.

Peru - Puno - Plaza de Armas - Catedral
Plaza de Armas – Catedral
Peru - Lago Titicaca - Sillustani
Lago Titicaca – Sillustani

3º dia: Lago Titicaca – Bolívia – Copacabana

Este dia foi reservado para conhecermos Copacabana, no lado boliviano do Lago Titicaca. Saímos de Puno bem cedo e no caminho até a divisa com a Bolívia passamos pelo Pueblo de Juli onde conhecemos a Iglesia de San Pedro. Mais adiante paramos no Pueblo de Pumata onde conhecemos a Iglesia de Santiago.

Peru - Viagem a Bolivia - Iglesia de Santiago
Viagem à Bolívia – Iglesia de Santiago

4º dia: Fim da estadia

Saída de Puno para Juliaca para pegar o voo para Lima. Chegando no aeroporto de Lima esperamos 10 horas antes de embarcarmos para o Rio de Janeiro.


Dicas / Informações

  • O Lago Titicaca foi o berço da civilização Inca. Localizado a 3.811 metros acima do nível do mar, na fronteira entre o Peru e a Bolívia, é o lago navegável mais alto do mundo e abriga 41 ilhas.
  • As principais cidades às margens do Lago Titicaca são Puno, do lado peruano, e Copacabana, do lado boliviano.
  • O Lago Titicaca do lado peruano é muito poluído.
  • Em quechua, Wiracocha significa Deus Supremo.
  • Todos os passeios estavam incluídos no pacote.

Links úteis

Deixe uma resposta