Paris

Como chegamos

Voo da TAM (JJ8054) do Rio de Janeiro, saindo do Aeroporto do Galeão (GIG), para Paris, chegando no Aeroporto Charles de Gaulle (CDG).


Onde ficamos

Hotel Adagio Torre Eiffel – 14 rue du Théatre (75015) – Paris – França
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período: 9 dias / 8 noites (agosto de 2012)

Nossa avaliação: Ótimo hotel. Ficamos num estúdio para duas pessoas muito aconchegante. Tinha todo o aparato doméstico: TV, cozinha, microondas, frigobar, tábua de passar roupa, entre outros. Boa localização (500 metros da Torre Eiffel e bem próximo do Rio Sena). Nosso quarto tinha vista para a Torre Eiffel, uma das principais atrações de Paris.


O que fizemos

1º dia: Chegada à Paris

Chegamos em Paris e logo após pegarmos as malas, paramos num guichê e compramos o Musée Pass. Este passe dá direito de entrada em diversas atrações da cidade. Compramos também mais 20 tickets de metrô para cada um. Em seguida, pegamos tranquilamente um táxi que nos levou ao hotel. Nosso francês não é lá essas coisas mas deu pro gasto. Após despacharmos as malas, fomos às compras no Monoprix. Este excelente mercado, com produtos e serviços de ótima qualidade, ficava próximo ao hotel. Nosso quarto tinha vista para a Torre Eiffel e Juju ficava empolgadíssima quando a cada hora cheia ocorria um show de luz.

2º dia: Disneyland Paris

Para este primeiro dia em Paris já tínhamos comprado antecipadamente os ingressos para a Disneyland Paris. Para começar precisávamos saber como chegar lá. Perguntamos no guichê e a atendente nos disse que era só pegarmos o RER e descer no ponto final, em frente aos parques. Este é o trem e não o metrô, ou seja, os tickets que havíamos comprado não serviam para esta viagem.

A Disneyland Paris é dividida em 2 parques: o Walt Disney Studios Park e a Disneyland Park. Decidimos ir primeiro no Walt Disney Studios Park. Entrando lá, passamos por um salão com lojas e restaurantes num cenário cinematográfico. Logo depois fomos recepcionados por uma estátua de Walt Disney de mão dada com o Mickey Mouse. Caminhando entre as atrações, passamos pela Casa dos Monstros S.A. e o Cinematique. Enfim chegamos na primeira atração que visitamos, o Animagique. Este é um grande teatro onde passam várias encenações com os principais personagens da Disney: Mickey, Minie, Pato Donald, Pateta. Muito legal, apesar de tomarmos algumas broncas por tentar tirar fotos e filmar.

Saindo de lá, passamos pelas atrações do Carros e do Toy Story. Juju não quis tirar foto com o Buzz (e dei graças a Deus pois tinha uma fila quilométrica no sol). Como estava muito cheio, preferimos caminhar entre as atrações do que entrar, pois tinham filas gigantescas e com horário pra começar. Tinha uma atração chamada Hollywood Tower Hotel, que é um elevador que despenca de uma altura enorme, que parecia ser bem arrepiante, mas como estávamos com a Juliana não deu para irmos.

Franca - Paris - Disneyland Paris - Walt Disney Studios Park
Disneyland Paris – Walt Disney Studios Park

Saindo do Walt Disney Studios, entre este parque e o outro, existe um grande centro chamado Disney Village, com vários restaurantes e lojas, e onde paramos para almoçar e descansar antes de visitarmos o outro parque.

Franca - Paris - Disneyland Paris
Disneyland Paris

A entrada do Disneyland Park é belíssima, com seu estilo de conto de fadas e com belos chafarizes na frente. Passamos pela entrada e tivemos aquela bela visão do Castelo da Cinderela. Caminhando pela rua que leva ao castelo, fomos recepcionados por um desfile num trenzinho com alguns personagens Disney: Mickey e Minie, Pateta, Tico e Teco, entre outros. Para chegar às atrações do parque, tivemos que subir a ponte que leva ao Castelo da Cinderela e passar pelo portão.

Franca - Paris - Disneyland Paris - Disneyland Park
Disneyland Paris – Disneyland Park

Ao entrarmos, passamos pelas atrações até chegarmos ao Labirinto da Alice no País das Maravilhas. Juju adorou, subindo e descendo várias vezes. Outra atração que a Juju quis ir foi o Dumbo. Lembro que a Bete ficou com ela mais de uma hora na fila para conseguir andar, mas o importante é que a Juju se divertiu. Outra atração que ela gostou e andou mais de uma vez foi o Carrossel. Entramos em duas atrações mas a Juju não quis ficar por estar muito cheio e um pouco escuro: uma para tirar foto com o Mickey e outra do Pinocchio.

No final da tarde, começou o principal desfile do parque. Eram diversos carros e personagens da Disney: Cinderela e todas as Princesas, Pinocchio, Toy Story, Rei Leão, Peter Pan, Mickey e Minie, Pato Donald e Margarida, Pateta e Pluto, Tico e Teco, entre outros. Para fecharmos o dia, voltamos ao parque e andamos no Mini Mundo. Este é um passeio de barquinho por um caminho com caracterizações de diversos países do mundo. Passamos também pelo Piratas do Caribe e a Montanha Russa. Ficamos aguardando o desfile noturno, mas começou a chover e decidimos ir embora.

3º dia: Museu do Louvre

Este dia em Paris foi exclusivo para uma atração: o Museu do Louvre. Instalado no Palácio do Louvre, antigo palácio dos reis da França, apresenta vastas e ricas coleções: civilizações antigas, artes do Islã e arte ocidental da Idade Média até 1848. É o museu mais visitado do mundo e abriga um dos maiores acervos da história mundial. O Palácio do Louvre é composto pela praça do Cour Carrée e duas alas que envolvem o Cour Napoléon a norte e ao sul. No coração do complexo, está a Pirâmide do Louvre, acima do centro dos visitantes.

O museu é dividido em três alas: a Ala Sully a leste, que contém a Cour Carrée e as partes mais antigas do Louvre, a Ala Richelieu ao norte, e da Ala Denon, que faz fronteira com o Rio Sena para o sul. O museu é dividido em departamentos: História do Louvre e Louvre Medieval; Antiguidades Orientais; Antiguidades Egípcias; Antiguidades Gregas, Etruscas e Romanas; Oriente Mediterrâneo no Império Romano; Arte do Islã; Artes da Ásia, África, Oceania e das Américas; Objetos de Arte; Esculturas; Pinturas e Artes Gráficas.

Pegamos o metrô na estação Bir-Hakeim, próxima do hotel, e descemos na estação Palais Royal/Musée du Louvre que deixa na entrada subterrânea do museu. Depois de atravessar o centro comercial Carrossel do Louvre, chegamos na Pirâmide Invertida, abaixo da Grande Pirâmide, e onde fica a bilheteria do museu. Você verá 3 entradas, 3 escadas rolantes que vão dar acesso às 3 alas do museu: Denon, Sully e Richelieu. Chegamos por volta das 9:30hs e saímos às 21:30hs.

Franca - Paris - Museu do Louvre
Museu do Louvre

Começamos pela Ala Sully passando pela História do Louvre. Nas Antiguidades Gregas, Etruscas e Romanas, vimos a Vênus de Milo, Alexandre O Grande, Hércules, Diana, Apolo, Atena, entre outros. Entramos no Louvre Medieval onde conhecemos as fundações originais do palácio. Retornando, chegamos à entrada das Antiguidades Egípcias e lembro bem de uma cena: diversas pessoas se apertando para tirar foto de uma bela esfinge e ao lado uma placa: “Cuidado com os batedores de carteira”. Neste departamento vimos uma sala com miniaturas egípcias, vários hieróglifos, o Sarcófago de Osíris, o Sarcófago de Memphis, tumbas que dava até para entrar e diversos animais mumificados.

Franca - Paris - Museu do Louvre - Antiguidades Egipcias - Sarcofago de Osiris
Museu do Louvre – Antiguidades Egípcias – Sarcófago de Osíris

Já na Ala Denon, chegamos na seção das Esculturas Italianas passamos pelas esculturas das 4 estações e as esculturas com aquarelas. Na Salle du Manège havia uma coleção de esculturas italianas e francesas, mas o que chamou a atenção foram as pilastras desta sala que eram belíssimas. Chegamos à Galeria de Apollo, simplesmente magnífica, com seus altos tetos abobadados com decorações pintadas, que pareciam em 3D, entre elas as representações de todos os signos do zodíaco, os reis da França, entre outras, e no centro mesas douradas com peças em ouro, prata e cristal. Esta foi a primeira Galeria Real de Louis XIV, que serviu de modelo para o Salão dos Espelhos do Palácio de Versailles. Espetacular !!!!

Franca - Paris - Museu do Louvre - Galeria de Apollo
Museu do Louvre – Galeria de Apollo

Na Sala de Napoleão lembro do teto que parecia um quadro de tão perfeito. Nas Salas das Pinturas Italianas vimos São Francisco de Assis, São Sebastião, São João Baptista, a Coroação de Napoleão, entre outros. Chegamos então na sala tão esperada, onde encontra-se a Mona Lisa, a Gioconda, a mais notável e conhecida obra de Leonardo da Vinci. Vou ser sincero: não achei nada demais, aquele bando de gente se apinhando para tirar foto desta famosa “pequena” pintura enquanto que do outro lado, na mesma sala, tinha a Bodas de Caná, que ocupava toda a parede, e que relata uma passagem bíblica do Evangelho de João sobre a transformação da água em vinho durante estas bodas e que é considerado como o primeiro dos milagres de Jesus. Em seguida, paramos para comprar algumas lembranças e aproveitamos para fazer um lanche num café próximo ao quiosque.

Franca - Paris - Museu do Louvre - Pinturas Italianas
Museu do Louvre – Pinturas Italianas

Entramos na Ala Richelieu, na parte das Esculturas Francesas, e ficamos surpresos com a beleza da arte ali exposta. Chegamos aos Apartamentos de Napoleão III e logo na entrada tinha um trono com a letra “N” e um tapeçaria de 1856. Todas as tapeçarias deste setor eram incríveis. Já era noite quando chegamos nas Salas da Mesopotâmia onde tudo era grandioso, principalmente a entrada das salas com suas estátuas assírias. Num pátio próximo haviam vários alunos tendo aula de pintura. Bastante inspirador !!!

Franca - Paris - Museu do Louvre - Apartamentos de Napoleao III
Museu do Louvre – Apartamentos de Napoleão III

4º dia: Trocadéro, Champ de Mars, Les Invalides e Pontes de Paris

Dia maravilhoso em Paris !!! Tiramos o dia para andar pela cidade, pois aqui é lugar para andar, e muito, a pé !!! Saímos do hotel e caminhamos por aproximadamente 500 metros até chegarmos no Trocadéro, onde se localiza o Palais de Challiot, e depois de atravessarmos o Rio Sena, chegamos à Torre Eiffel. Linda, majestosa, energia boa rolando e sonho se realizando. Fizemos um piquenique nos jardins de Champ de Mars, para poder aproveitar com calma o local, apreciar a paisagem, andar sem sapato na grama, ouvir sinfônica tocando na praça e curtir o momento.

Franca - Paris - Trocadero - Palais de Chaillot
Trocadéro – Palais de Chaillot
Franca - Paris - Champ de Mars - Torre Eiffel
Champ de Mars – Torre Eiffel

Após o piquenique, andamos até chegarmos no Colégio Militar e daí seguimos rumo ao Les Invalides. Nesse caminho muitas folhas de árvores caídas pelo chão e acabou virando um bouquet de folhas nas mãos da Juju. Les Invalides é um complexo onde, entre outras coisas, encontram-se: a Église Du Dôme, que guarda a Tumba de Napoleão Bonaparte, onde é necessário se curvar para ver o local de seu descanso, com sua cúpula dourada, imponente assim como seu capitão, a Capela de Saint-Louis-des-Invalides e o Musée de l’ Armée, que abriga 4 museus: Museu de Armas e Armaduras Antigas, Museu das 2 Guerras Mundiais, Galeria Real dos Planos-Relevo e Museu de História Contemporânea, muitas coisas históricas nesse lugar e não conseguimos ver tudo.

Franca - Paris - Les Invalides
Les Invalides

Mas ainda não acabou…saindo do museu nos deparamos com um lindo jardim e seus pinheiros bem cuidados e aparados, e andando mais um pouquinho chegamos na Ponte Alexandre III, para mim a mais linda de Paris, seus 4 pilares dourados, seus postes de luz, únicos, majestosos, apreciáveis. Esta foi uma das primeiras pré-fabricações do mundo. Após passar pela ponte, encontramos o Grand Palais e o Petit Palais, seguindo ao lado direito do Rio Sena chegamos à Ponte de la Concorde, em frente a Place de la Concorde, ao fundo a Igreja de Madeleine e na sua frente o prédio da Assembleia Nacional, a arquitetura são bem parecidas e dizem que foram feitas uma espelho da outra. Atravessamos a ponte e continuamos seguindo o Rio Sena, agora ao lado dos Jardins de Touleries, até chegarmos na Passarelle Léopold-Sédar Seghnor com seus cadeados e suas declarações de amor. Paris uhhh lá lá !!!

Franca - Paris - Pont Alexandre III
Pont Alexandre III
Franca - Paris - Pontes de Paris - Place de la Concorde
Pontes de Paris – Place de la Concorde

5º dia: Catedral de Notre-Dame, Conciergerie, Sainte-Chapelle, Saint-German-des-Prés, Saint-Sulpice, Jardins de Luxemburgo e Torre Eiffel

Para um domingo em Paris, planejamos começar o dia assistindo uma missa na Catedral de Notre-Dame. Esta catedral é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. Sua construção começou no ano de 1163 e é dedicada à Maria, Mãe de Jesus Cristo. Situa-se na praça Parvis, na pequena Île de la Cité, rodeada pelas águas do Rio Sena. Os arcos da entrada da igreja são lindos, cheios de representações bíblicas, os gárgulas não poderiam deixar de serem notados, na praça em sua frente há o “marco zero” da cidade de Paris. No seu interior, o que chama atenção são os vitrais, enormes, lindos, as rosáceas são exuberantes, a catedral toda é muito bonita e cheia de histórias. Assistimos a missa das 10:00 hs, que foi perfeita e emocionante.

Franca - Paris - Catedral de Notre Dame
Catedral de Notre Dame

Saímos de Notre-Dame e iniciamos a rota da Île de la Cité, andamos pelas ruas, cruzamos pontes, passamos pela Île Saint-Louis e pelo Hotel De Ville, chegando então em Conciergerie. Este palácio é o vestígio principal do antigo Palácio da Cidade, que foi residência e sede do poder real francês do século X ao século XIV. Foi convertido em prisão do Estado em 1392, e onde a Rainha Maria Antonieta foi aprisionada, em 1793, saindo daí para morrer na guilhotina. A Juju se amarrou no interior deste palácio, com seus arcos iluminados, e na parte onde foi a prisão, caracterizada por diversos bonecos, representando os guardas e a própria Maria Antonieta, em tamanho natural.

Franca - Paris - Conciergerie
Conciergerie

Na sequência, e logo ao lado, entramos em Sainte-Chapelle. Esta é uma capela gótica, construída no século XIII por Luís IX, para servir de capela do palácio real. O restante do palácio desapareceu completamente, sendo substituído pelo atual Palácio da Justiça. Simplesmente belíssima !!!! Quer se impressionar com vitrais? Venha conhecer esse lugar, pois são 1113 passagens bíblicas registradas em vitrais.

Franca - Paris - Sainte-Chapelle
Sainte-Chapelle

Continuando a caminhada por Paris, passamos pela Place e Fonte Saint Michel, um dos pontos de encontro mais populares dos parisienses, e seguimos em direção à Igreja Saint-German-des-Prés, que foi a primeira igreja de Paris, e que está bem velhinha, tendo em sua frente a famosa Café les deux Margots. Continuamos em direção a Igreja de Saint-Sulpice, que tem na sua frente uma bela fonte, imponente, assim como a igreja por dentro.

Franca - Paris - Eglise Saint-Sulpice
Franca – Paris – Eglise Saint-Sulpice

Saímos em direção aos Jardins de Luxemburgo, delicioso, como era domingo, várias crianças brincando com barquinhos no lago, a Juju correu, brincou, pegou flores, adorou a pausa que fizemos no parque. Muitas pessoas jogando xadrez e os jardins estavam todos floridos. O Palácio de Luxemburgo é lindo, faz a diferença, pena que não estava aberto para visitação.

Franca - Paris - Palacio e Jardins de Luxemburgo
Palácio e Jardins de Luxemburgo

Depois da pausa fomos pegar o metrô pois nossa entrada para a Torre Eiffel estava marcada para as 18:30 hs. Enfim iremos subir na “preferida”, a Torre Eiffel, hora marcada, sem filas, apenas tempo para apreciar, como é linda a cidade vista lá de cima, o lift é bem rápido e tranquilo…ficamos na torre até escurecer, aproveitando cada minuto. Tentamos jantar no Restaurante 58 mas não dava mais tempo, tudo bem… a Juju amou, acho que não vai mais esquecer desse momento. Descemos e fomos tirar mais fotos no Trocadéro…impossível parar de olhar para essa beleza ! Um dia para ficar guardado na memória e no coração !!!

Franca - Paris - Torre Eiffel - Vista Arco do Triunfo
Torre Eiffel – Vista Arco do Triunfo
Franca - Paris - Trocadero - Vista Torre Eiffel
Trocadéro – Vista Torre Eiffel

6º dia: Basílica de Sacré-Couer, Ópera Garnier, Places Vendôme e la Concorde, Champs-Élysées e Arco do Triunfo

Bonjour Paris, iniciamos o dia pegando o metrô em direção à Montmartre pois é um pouco mais afastado das outras atrações de Paris. Lá está localizada a Basílica de Sacré-Couer, muito bonita, toda em mármore branco, em frente à ela uma escadaria cercada por belos jardins. A basílica é um templo da Igreja Católica Romana em Paris e está localizada no topo do Monte Martre, o ponto mais alto da cidade. A arquitetura é inspirada na arquitetura romana e bizantina, tem o formato de cruz grega adornada por quatro cúpulas, incluindo a cúpula central de oitenta metros de altura. Foi construída com mármore travertino, o que lhe proporciona uma tonalidade branca.

Juju e Bete subiram de funicular e nos encontramos em frente à igreja. Lá do alto se tem uma linda vista de Paris. A igreja por dentro é bem bonita, mas não é permitido tirar fotos e nem filmar. Saindo da igreja, passamos por várias lojas de souvenir, que ficam numa rua em frente à basílica, e claro que compramos lembrancinhas por lá.

Franca - Paris - Basilica de Sacre-Coeur
Basílica de Sacré-Coeur

Seguimos para o metrô e descemos na estação próxima à Ópera Garnier. Entramos para fazer a visita, e dentro desse teatro está uma das salas mais lindas que já vimos, além de vários pisos com maravilhosos mosaicos, o palco e o camarote são muito bonitos, dourados, conservados, com uma linda pintura no centro do teto que acompanha um enorme lustre de cristal. As varandas dão de frente para o famoso café dos artistas da época, o Café de la Paix.

Franca - Paris - Opera Garnier
Ópera Garnier

Seguimos a pé por Paris e no caminho paramos para tomar o melhor sorvete que já havíamos experimentado…Amorino, nunca esqueceremos esse nome, e nada melhor que um delicioso sorvete para refrescar uma inspiradora caminhada por Paris. Estávamos próximos e então resolvemos conhecer a famosa Galeria Lafayette. São 3 prédios enormes com vários andares, tem de tudo, a arquitetura do prédio principal é lindo, mas estava impossível de se andar, muito cheio, turistas consumindo ou só olhando mesmo, entramos e saímos na mesma velocidade.

Franca - Paris - Galerias Lafayette
Galerias Lafayette

Saímos da galeria e fomos em direção aos Jardins de Tuileries. No caminho conhecemos a Place Vendôme, onde estão o Hotel Ritz, lojas e joalherias famosas e de luxo. No meio dela tem um obelisco todo trabalhado contando um pouco da história…lindo !!! Foi construído em 1810, com o bronze de 1200 canhões retirados aos austríacos e russos, para festejar a vitória de Austerlitz e homenagear os soldados franceses.

Franca - Paris - Place Vendome
Place Vendôme

Chegamos aos Jardins de Tuileries e paramos para descansar o almoço. A Juju se divertiu muito num parquinho que tinha ótima estrutura. Saímos do parque e paramos mais uma vez na Place de la Concorde, com seus chafarizes, estátuas, a vista da Torre Eiffel, prédios antigos, desfilando toda sua beleza. É a segunda maior praça da França e a maior da capital francesa, uma das mais famosas e palco de importantes acontecimentos da história de Paris e da França. Aproveitamos para passar pela Igreja de Madeleine, com sua arquitetura imponente em forma de templo clássico grego, pena que pelo horário já estava fechada.

Franca - Paris - Place de la Concorde
Place de la Concorde

Continuamos em direção ao Arco do Triunfo, já era bem início da noite, quando subimos a pé pela Champs-Élysées, numa caminhada muito agradável apreciando as belezas do lugar, tal como o Grand e o Petit Palais. Nem precisa dizer que a avenida mais conhecida de Paris e da Europa é linda. Enfim chegamos ao Arco do Triunfo, a lua cheia veio nos acompanhando. Como estávamos com a Juju e todos bem cansados, apenas o João subiu ao seu topo para apreciar mais uma vez esta belíssima cidade, enquanto elas ficaram aguardando num restaurante próximo. E assim terminou mais um dia de muito passeio !!! AU REVOIR PARIS !

Franca - Paris - Champs-Elysees
Champs-Élysées
Franca - Paris - Arco do Triunfo
Arco do Triunfo

7º dia: Palácio de Versailles

Bonjour, hoje é dia de Palácio de Versailles. Iniciamos o dia bem cedo, pois o palácio é um pouco fora da cidade…pegamos um trem (RER) e em pouco menos de 1 hora depois chegamos. Da estação de trem até o palácio tem uma pequena caminhada de 20 minutinhos. Bem…o lugar é gigantesco, muita gente, mas tudo muito bem organizado. O sol nesse dia estava bem forte, mas como já tínhamos os tickets, ficamos na fila apenas para deixar o carrinho no guarda-volumes e entrar no palácio. A arquitetura é muito linda, a fachada e os portões todos com detalhes dourados, grandiosos e imponentes, também pudera nesse lugar foi assinado o Tratado de Versailles.

Entramos e iniciamos nosso passeio pelas muitas salas e salões, até perdi a conta de quantas foram, e nem precisa dizer a beleza de todas elas, corredores enormes, estátuas, esculturas, tetos rebuscados, tapeçarias e pinturas impressionantes, tudo inacreditavelmente lindo ! Os Salões de Vênus e Marte tinham um teto maravilhoso, e o que falar da Galeria dos Espelhos, a quantidade de lustres de cristal, enormes, luminárias com anjos nas bases, os móveis antigos, lindos, ricos e conservados. Passamos depois pelo Chambre du Roi, um quarto suntuoso, enorme com uma cama tão pequena, a cama da rainha era bem maior…risos !! Entramos numa sala onde haviam vários bancos para contemplar o quadro da Coroação, que cobria toda uma parede !

Franca - Versailles - Palacio de Versailles - Galeria dos Espelhos
Palácio de Versailles – Galeria dos Espelhos

Ufa…..Depois de passar por umas 100 salas, saímos para os Jardins. O dia estava lindo, calor, céu azul, Juju animadíssima para correr pelos jardins, pois dentro do palácio ela ficava brincando de esconde-esconde pelas salas. Os jardins e seus vários labirintos de flores, tudo minuciosamente tratado e conservado, assim como o palácio. Os jardins são enormes, andamos muito por eles até parar num ponto onde haviam lanchonetes e parquinho.

Paramos à beira do lago e fizemos um piquenique e, logo após, o João partiu para visitar o Grand e Petit Trianon. Juju e eu ficamos brincando pelos gramados dos jardins, aproveitando a vista do lago e do palácio. Na volta, passamos por uma “sala dos jardins“ onde conseguimos ver o finalzinho de uma apresentação do “balé” das fontes. O palácio e seus jardins realmente merecem uma visita, mas sem pressa, ficar o dia todo como nós fizemos, aproveitar o passeio porque o lugar é encantador. AU REVOIR !

Franca - Versailles - Palacio de Versailles - Jardins
Palácio de Versailles – Jardins

8º dia: Pantheon, Places de la Bastille e des Vosges, Museus D’Orsay e Louvre e navegação no Rio Sena

Bonjour Paris, hoje é nosso última dia inteiro em Paris. Iniciamos o dia bem cedo, pegamos um trem (RER) e descemos na estação Cluny-La Sorbonne. No caminho passamos pela Universidade de Sorbonne…como é bom e delicioso andar por essa cidade. Chegamos no Pantheon com sua fachada muito bonita e seus pilares totalmente desenhados. A fachada principal está decorada com um pórtico de colunas de estilo coríntio que apoiam um frontão triangular. O edifício, em forma de cruz grega, é coroado por uma cúpula de 83 metros de altura, com um lanternim no topo.

O seu interior está decorado por pinturas acadêmicas mas que não chamam muita atenção. Vale destacar o Pêndulo de Foucault, um relógio de pêndulo que está fixado ao teto, e que é uma experiência concebida para demonstrar a rotação da Terra em relação a um referencial (primeira demonstração em 1851). Bem interessante ! Aproveitamos e fomos visitar os porões onde estão vários restos mortais de personalidades importantes da França.

Franca - Paris - Pantheon - Pendulo de Foucault
Pantheon – Pêndulo de Foucault

Percebemos que nos arredores dispõem-se alguns edifícios de importância, como a igreja de Saint-Étienne-du-Mont e a Biblioteca de Santa Genoveva. Andamos muito por lá, várias ruas lindas, cafés, praças até chegarmos na Arena Letuce, uma antiga arena romana em Paris. Nada demais ! Pegamos o metrô em direção a Place de la Bastille. Dentro do metrô existem ainda resquícios do que foram os castelos na época. O Obelisco que fica na praça é muito bonito. Fomos até a Place des Vosges, lugar interessante ! Entra-se nessa praça por um portinha no final de uma ruela; dentro desse quadrado, 36 prédios iguais, 9 de cada lado, e um jardim no meio. Bem agradável ! Como o dia era de sol, estava cheia de gente deitada no gramado. Aproveitamos e almoçamos por ali.

Franca - Paris - Place des Vosges
Place des Vosges

Seguimos em direção ao Museu D’Orsay e pelo caminho passamos pelo Centre Pompidou. Este é um museu de arte moderna/contemporânea, que infelizmente não entramos. Sua fachada é bem interessante, suas grandes tubulações aparentes, suas escadas rolantes externas e seu sistema estrutural em aço. Em sua volta vários artistas se apresentando…bem legal ! Continuando, passamos pelo Hotel De Ville, impossível não se sentir como se estivesse na época imperial ! Chegamos enfim ao Museu D’Orsay. Suas coleções apresentam principalmente pinturas e esculturas da arte ocidental do período compreendido entre 1848 e 1914. Mais um museu que vale a pena visitar. Sua arquitetura, o teto em ferro e vidro, suas esculturas e estátuas, as rosáceas de vidro e o relógio antigo. Só a vista para o Rio Sena do terraço já vale a visita. Um lugar imperdível em Paris !

Franca - Paris - Museu DOrsay
Museu D’Orsay

Saímos do D’Orsay e fomos em direção ao Museu do Louvre passando pelos Jardins de Tuileries. Apreciamos pela última vez a fachada deste museu apaixonante. Sua pirâmide, a escultura de Luiz XIV, enfim, tantos detalhes que é impossível descrever todos. Ficamos ali tirando muitas fotos e nos divertindo bastante ao redor das fontes do Louvre. Um lugar muito legal para passar um fim de tarde em Paris.

Franca - Paris - Museu do Louvre
Museu do Louvre

Para fechar com chave de ouro, pegamos o Batobus para fazer um passeio pelo Rio Sena. Foi maravilhoso rever Notre Dame, Sainte-Chapelle e Conciergerie. Passar por debaixo das pontes, ver novamente, agora de outro ângulo, os museus do Louvre e D’Orsay; e terminar no início da noite em frente à Torre Eiffel. Enfim uma viagem maravilhosa e inesquecível ! Vive la France ! AU REVOIR PARIS !

Franca - Paris - Passeio de Batobus pelo Rio Sena
Passeio de Batobus pelo Rio Sena

9º dia: Fim da estadia

Saída de Paris para Londres


Dicas / Informações

  • Quando viajar para Paris, não esqueça de contratar um seguro de viagem (Tratado de Schengen). Nós tivemos direito ao seguro por ter comprado as passagens com Visa Internacional.
  • Compramos ingressos de algumas atrações antes da viagem: Disneyland Paris e Torre Eiffel. Estas não estavam incluídas no Musée Pass.
  • Diversas atrações que visitamos estavam incluídas no Musée Pass: Museu do Louvre, Les Invalides, Catedral de Notre-Dame, Conciergerie, Saint Chapelle, Arco do Triunfo, Palácio de Versailles, Pantheon e Museu D’Orsay.
  • Para ver o mapa do Museu do Louvre, clique aqui.

Links úteis

Locais Informações (valores de agosto/2012)
Museé Pass Preço: € 69 (por 6 dias consecutivos a partir da primeira entrada)
Disneyland Paris Ingresso: € 59 (adulto) e € 52 (criança acima de 3 anos)
Torre Eiffel Ingresso: € 14 (adulto)

Deixe uma resposta