Londres

Como chegamos

Trem-bala Eurostar saindo de Paris, estação Gare du Nord, e chegando em Londres, na estação St. Pancras. Este percurso, que atravessa o Canal da Mancha, foi feito em 2:10 hs.


Onde ficamos

Premier Inn London Victoria – 82-83 Eccleston Square – Victoria SW1V 1PS – Londres – Inglaterra
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período: 7 dias / 6 noites (agosto/setembro de 2012)

Nossa avaliação: Ótimo hotel. Quarto aconchegante, com boa cama e wifi mas sem frigobar. Excelente localização (a 2 quadras da estação de metrô Victoria e a menos de 1 Km do Palácio de Buckingham e da Catedral de Westminster).


O que fizemos

1º dia: Chegada à Londres

Ao chegarmos em Londres, na estação St. Pancras, pegamos um táxi e fomos para o hotel. Depois de despacharmos as malas, fomos para a Victoria Station. Esta estação tem infraestrutura muito boa com supermercado, restaurantes e lojas. Jantamos no restaurante Garfunkel’s, que tem uma excelente comida além de suculentos sanduíches. Depois fizemos compras no supermercado antes de retornarmos para o hotel.

2º dia: Catedral de Westminster, Troca da Guarda, Green Park, Palácio de Buckingham e caminhada até o Rio Tâmisa

O dia estava lindo em Londres. Nada daquele céu cinza londrino, ao contrário, o céu estava azul e a temperatura super agradável. Iniciamos o passeio pela Victoria Station, que ficava bem próxima ao nosso hotel. Esta estação foi inaugurada em 1868 e é uma das principais estações de metrô de Londres. Ela é o que chamam de multimodal, pois por ela passam vários trens e ao lado fica o terminal de ônibus. A estação é enorme, bonita, com um pequeno shopping dentro. Seguindo o roteiro do dia, começamos a andar em direção ao Palácio de Buckingham, a Casa da Rainha. No caminho paramos na Catedral de Westminster, não é a Abadia, mas a Igreja Matriz da Arquidiocese de Westminster. É a maior igreja católica da Inglaterra, por dentro é toda decorada com mosaicos dourados. Muito bonito !

Inglaterra - Londres - Catedral de Westminster
Catedral de Westminster

Seguindo pela Victoria Street, e mais algumas pequenas ruas, chegamos ao Palácio de Buckingham. Tentamos entrar logo, mas só tinha ingresso para às 13:45 hs; mas ao mesmo tempo demos sorte porque já estava quase na hora de iniciar todo o cerimonial de Troca da Guarda…..que coisa linda … a Juliana amou e nós também !!!! De fato, é muito impactante ver todos aqueles soldados com seus trajes e aquele chapéu, que depois fiquei sabendo que são feitos de pele de urso, é mesmo fantástico…..isso sem falar na organização, claro…estamos em Londres e é a guarda da Rainha. O cerimonial é demorado, dura em torno de 1:30 hs, mas vale a pena ver até o final, pois quando todos os guardas entram pelos portões do Palácio, a banda começa a tocar vários tipos de música, e claro que não podiam deixar de tocar Beatles.

Inglaterra - Londres - Palacio de Buckingham - Troca da Guarda
Palácio de Buckingham – Troca da Guarda

Como ainda tínhamos muito tempo antes de fazer a visita ao Palácio, aproveitamos para conhecer o Monumento em homenagem à Rainha Victoria, aquele que fica bem em frente ao palácio. Depois de algumas fotos, atravessamos a rua e fomos fazer um piquenique no Green Park, que fica ao lado direito do palácio. No caminho passamos pelo Stable Yard, a Juju quis ficar olhando os guardinhas se movimentando naquele tradicional passo, como os soldadinhos de chumbo..ela adorou isso.

O Green Park é um dos parques reais de Londres. Diz a lenda que esse parque não tem flores pois a Rainha Victoria presenciou uma traição do marido e por isso ficou proibido de nascerem flores nesse local.  Ficamos ali por um bom tempo; a Juju adorou ficar correndo pelos gramados, mas era a hora de voltar ao Palácio pois nosso horário da visita estava se aproximando, e a gente sabe que os londrinos prezam pela pontualidade.

Inglaterra - Londres - Green Park
Green Park

Enfim, momento de entrar no Palácio de Buckingham, mas antes algumas informações importantes. O palácio é liberado para visitação apenas nos meses de agosto e setembro, período de férias de verão em que a rainha se muda para o Castelo de Windsor. Antes da entrada, algumas orientações são passadas pelos funcionários, não pode filmar e nem tirar fotos, isso fica liberado apenas na saída do palácio, quando entrarmos nos jardins internos, pouco antes do portão de saída. Existe um procedimento para deixar mochilas e carrinhos de bebês, para depois pegarmos na saída, nem preciso dizer que tudo é muito organizado. A Juju aguentou firme o passeio pelo Palácio, pois é bem grande e com muitas escadas, mas tudo bem acessível.

A visita foi incrível, diferente dos palácios em Paris, esse não tinha muita ostentação, mas isso não quer dizer menos riqueza…a sala de pratarias e porcelanas é incrível…porcelanas de séculos passados, que passa de geração em geração, jogos e jogos de jantares, pratarias de todos os tipos e tamanhos, tinha um “balde de gelo“ para bebidas que mais parecia uma banheira, todo em prata, a sala das espadas, isso sem falar no salão azul, aposentos que são usados pela Família Real…a diferença é que nesse caso os reis, príncipes e princesas ainda existem e vivem ali, muito legal poder ver como eles vivem. O passeio dura mais ou menos 2 horas e na saída podemos ficar nos jardins e aproveitar para comprar aquelas lembrancinhas numa enorme tenda montada.

Inglaterra - Londres - Palacio de Buckingham
Palácio de Buckingham

Depois da visita ao Palácio, fomos andar até o Hyde Park Corner. Subimos pela Avenue The Mall, nossa ! que emoção passar por essa rua..sim, aquela que vemos pela TV toda linda e decorada com as bandeiras da Inglaterra nas cerimônias reais, em cada poste de iluminação uma coroa de ferro em cima enfeitando…ai ai, sonhos sendo realizados. Chegamos no Hyde Park Corner, nele alguns monumentos como o Arco de Wellinghton, com a coroa do Jubileu da rainha. Seguindo, passamos ao lado de mais um parque real de Londres, os jardins do St. James Park e seguimos em direção ao Rio Tâmisa.

Esse quarteirão é incrível, de um lado a Abadia de Westminster, na frente o Big Ben e o Parlamento Inglês beirando o Rio Tâmisa e na outra margem a London Eye….ufaaa, muitas coisas num pequeno trecho. Infelizmente não deu tempo de entrar na Abadia e nem no Churchill War Rooms, que é um museu de guerra inglês. Aproveitamos para curtir essa paisagem que é pura história e ouvir os sons dos sinos tocando e já que estávamos próximo ao pôr do sol, esperamos um pouco mais para tirar fotos com diferentes luzes. O dia terminou aqui, mas um detalhe importante…fizemos tudo a pé, isso levando em consideração que estávamos com uma criança de 3 anos. Londres é ótimo para se andar a pé, tudo muito acessível e calçadas excelentes para quem está com um carrinho de criança.

Inglaterra - Londres - Rio Tamisa - Houses of Parliament
Rio Tâmisa – Houses of Parliament

3º dia: Castelo de Windsor, Stonehenge e Bath

Londres é mesmo uma cidade pontual, e no dia de hoje não podia ser diferente. Acordamos cedo e fomos para o terminal rodoviário…aquele ao lado da Victoria Station, para pegarmos o ônibus do passeio contratado. Pois bem, o horário marcado para a saída era 8:05 hs e nesse horário, pontualmente, ele saiu. Primeiro destino, Castelo de Windsor. O ônibus nos deixou num ponto e ainda tivemos que fazer uma caminhada até os portões do castelo, passando pela antiga estação ferroviária, que hoje é um local lindo, cheio de lojinhas e restaurantes. Saindo dessa estação, entramos na cidadela de Windsor….linda…todas as construções bem antigas, de pedra, parecia um conto de fadas, andamos pelas ruas até chegarmos nos portões, que ainda estavam fechados.

Foi bom chegarmos cedo, pois literalmente não pegamos fila. Entramos no Castelo, e a rainha estava nele, pois como dissemos anteriormente, nos meses de verão ela sai do Palácio de Buckingham. Ainda dentro dos muros do castelo, entramos na St. George Memorial Chapel, uma pequena capela, mas rica em história. Nela, atrás do altar, tem uma “sala“ com muitas cadeiras de madeira do século XIX, bandeiras com brasões e armaduras usadas pelos reis, sem falar do seu teto, totalmente esculpido. Ainda é frequentada pelos membros da Corte numa reunião anual feita no mês de junho. Infelizmente não são permitidas fotos nem filmagens.

Inglaterra - Windsor - Palacio de Windsor
Windsor – Palácio de Windsor

O passeio foi guiado, algumas explicações foram dadas, mas sinceramente, recomendo, se tiverem tempo, fazer sozinho e com calma. Como nosso dia era cheio e o Castelo é enorme, fizemos tudo o que tinha que ser feito, mas foi bem corrido, e ainda deu tempo de assistirmos a mais uma Troca da Guarda, e mais uma vez, um show feito pelos guardas reais, e num cenário medieval….tudo muito lindo também. Ficamos aproximadamente 3 horas em Windsor e após a visita ao Castelo, ainda tivemos tempo de almoçar num restaurante dentro da cidade de Windsor, The Tower, que tem uma boa comida.

Inglaterra - Windsor - Palacio de Windsor - Troca da Guarda|
Windsor – Palácio de Windsor – Troca da Guarda

Seguimos com o passeio, agora em direção a Stonehenge, que é longe e demoramos mais de uma hora de viagem. A paisagem é muito bonita, fazendas e mais fazendas. Stonehenge, que fica em Salisbury, no interior da Inglaterra, é um mistério. Suas enormes pedras, datadas de 3.000 A.C, ficam num terreno bem ao lado da estrada e posicionadas formando um círculo. Não pudemos chegar muito perto…antigamente era permitido, mas hoje em dia não mais, para que seja preservado.

Inglaterra - Salisbury - Stonehenge
Salisbury – Stonehenge

Partimos em direção a Bath, nossa última parada….lá se vão mais uma hora de estrada até chegarmos na cidade das termas romanas na Inglaterra. Bath é linda, uma cidade localizada no sudoeste da Inglaterra, bem medieval, toda florida, super charmosa, com praças e parques cheios de gente. Não tínhamos muito tempo, então resolvemos conhecer as termas de banhos romanos mais famosa da cidade. É muito conhecida pelos seus banhos termais que provém de três nascentes (ou captações de água).

Dizem que a cidade foi criada devido aos romanos terem descoberto ali uma água com propriedades milagrosas, curativas, e então o Império Romano construiu as termas. Ainda hoje a água brota da terra bem quente…pudemos ver isso bem de perto…inclusive colocar as mãos. A Juliana adorou o passeio, foi aí que ela descobriu como usar os headphones, e prestava muita atenção nas explicações. E aqui terminamos mais um dia, a viagem de volta à Londres foi longa, aproximadamente 2:30 hs. See you…

Inglaterra - Bath - Banhos Romanos
Bath – Banhos Romanos

4º dia: Madame Tussauds e Museu de História Natural

Acordamos cedo, pegamos o metrô e descemos na estação Baker Street, a estação de Sherlock Holmes, todos os ladrilhos da estação tem uma silhueta do investigador mais famoso do mundo. Bem, saímos do metrô e seguimos em direção ao Madame Tussauds. Compramos os ingressos pela internet antes de viajarmos, num combo que também tinha a London Eye. O museu de cera é bem legal, muitas salas, bonecos de cera de várias celebridades (Os Beatles, Pelé, Usain Bolt, Freddie Mercury, entre outros), muitas atrações e muitas fotos.

Ficamos mais tempo do que o previsto, pois existem muitas coisas para ver. No final das salas com os bonecos de cera, tem um passeio subterrâneo onde o carrinho é uma réplica de um táxi londrino. Este passeio conta a história da Inglaterra. O trajeto todo durou mais ou menos uns 20 minutos e no final é tirada uma foto para ser vendida na saída. Depois disso ainda fomos para a ala dos Super Heróis onde finalizamos com cinema 4D que foi bem legal.

Inglaterra - Londres - Madame Tussauds
Madame Tussauds

Saindo do museu de cera, e antes da nossa segunda atração do dia em Londres, paramos para almoçar num pub próximo do museu. O restaurante era muito bom, ótima comida e atendimento. Devidamente restabelecidos, entramos no Museu de História Natural que é considerado pelos londrinos como a “Catedral na Natureza”. Não se paga nada para entrar, daí você se pergunta, como um museu desse porte pode ser gratuito ? Sim e ele é. O museu é lindo, tanto o prédio onde ele está, que é enorme, como os jardins em volta, crianças brincando, a Juliana não ficou de fora. Entrando nele parece que entramos no céu, a astronomia é a entrada para um mundo de animais pré-históricos.

Inglaterra - Londres - Museu de Historia Natural
Museu de História Natural

Seguimos para a sala com os grandes esqueletos, e na sala principal, um esqueleto enorme de um dinossauro. Segundo a Juliana era o “pescoçudo” que nos dava as boas vindas, além da preguiça gigante, fósseis de baleias e dragões do mar. Numa sala especial, estava o Tiranossauro Rex, uma réplica com movimentos e sons que era mesmo de assustar. Numa outra sala posterior ainda tínhamos esqueletos de uma enorme baleia, golfinhos, rinocerontes, etc…

Para as crianças é um super aprendizado, monitores com interação estão espalhados em vários lugares do museu, além de algumas máquinas, como por exemplo, a que fazia um golfinho rotador ficar girando, uma orientadora com partes de um dinossauro para as crianças poderem pegar .. era super interessante. No meio da escadaria principal, encontra-se a estátua de Charles Darwin, mais acima pudemos ver uma seção cortada de uma sequoia gigante, de mais ou menos 1300 anos, onde era sinalizado qual o diâmetro dela durante toda a sua vida. Lembrando que esses tipos de árvore são os maiores seres vivos que existem no mundo. As salas das pedras, desde meteoros até as mais preciosas do mundo, é enorme, lá está a Aurora Collection, uma coleção das maiores pedras preciosas do mundo.

Inglaterra - Londres - Museu de Historia Natural
Museu de História Natural

Depois de aproveitar este belíssimo museu, saímos e fomos andando pelas ruas da cidade até o Royal Albert Hall. Num bosque nas proximidades tem um grande monumento do Albert Memorial, lindo, todo trabalhado, o desenho da escultura é maravilhoso. Seguimos em direção ao Hyde Park, passamos também pela Princess Diana Memorial Fountain, simples, discreta, mas não por isso menos importante. A caminhada contornando o Hyde Park é bem tranquila e agradável, no parque muitas famílias brincando, fazendo piquenique, paramos um pouco para curtir o local. Ficamos nas cadeiras de praia, que estão por todo a parte, mas acho que estávamos no reduto muçulmano da cidade, pois para qualquer lado que olhássemos eram burcas, véus, músicas, bem diferente e interessante 🙂 🙂 🙂 !

Inglaterra - Londres - Royal Albert Hall
Royal Albert Hall

A caminhada por Londres continua. Depois dessa breve parada, seguimos no sentido da Piccadily Circus, a Times Square de Londres. Esta é uma praça linda, enorme, com telões passando vários tipos de informações, como horários de metrô e bolsa de valores. Estava lotada de pessoas que estavam aguardando uma apresentação de um grupo de malabaristas que desceriam através de cabos de aço. No início da noite o espetáculo começou, o grupo estava vestido de anjo e em cada parada no cabo eles despejavam muitas e muitas penas sobre nós. No final um grande anjo inflável passou sobre a grande plateia, a Juliana adorou a farra !!!!

Saímos de lá bem tarde, por volta de meia noite, e resolvemos voltar caminhando…mapa na mão e vamos andar. Passamos por várias ruas, bem escuras, mas estamos em Londres…. no final, avistamos o Palácio de Buckingham todo iluminado, como já estava bem tarde, era um domingo, nada mais aberto para comer…parada no McDonald’s, ao lado do Victoria Station, foi o que nos restou.

Inglaterra - Londres - Piccadilly Circus
Piccadilly Circus

5º dia: Torre de Londres, Tower Bridge, Catedral de St. Paul e London Eye

Mais um dia cheio, acordamos bem cedo, pegamos o metrô e descemos na estação Tower Hill. Andamos um pouquinho e já chegamos nas bilheterias da Torre de Londres. O dia estava lindo, céu azul, calor e temperatura bem agradável. Impossível vir à Londres pela primeira vez e não ir neste lugar. A visita pode ser guiada ou ir sozinho mesmo. Começamos acompanhando um grupo, mas achamos que o guia, vestido a caráter, parava muito e as estórias eram longas, então decidimos continuar por nós mesmos. É muito legal você ver nesse local o velho e o novo, de um lado do Tâmisa a Torre de Londres, de pedra, muita antiga, imponente, e do outro lado as novas torres, totalmente modernas e espelhadas, bem legal !

Esse é um passeio bem legal de fazer com crianças. Apesar das várias escadarias, a nossa Juju aguentou firme o sobe e desce, muitas vezes bem apertadas até para uma pequena criança passar. O complexo tem várias atrações, a principal delas é a câmara subterrânea onde são guardadas as jóias da rainha….TODAS as coroas estavam lá, desde a primeira coroa usada no dia de sua coroação até a do Jubileu já estava por lá, cetros, colares, anéis, pulseiras e brincos, ufaaa, difícil saber o que é mais bonito ou valioso. Tudo ali é maravilhoso. A sala é um cofre, precisam ver a espessura da porta. Além disso ainda tem uma catedral, um salão de armas e a sala da tortura, essa deu até arrepios….

Inglaterra - Londres - Torre de Londres
Torre de Londres

Foi muito legal ver as pessoas vestidas como antigamente encenando no meio do pátio. Eram pequenas peças de teatro, como o roubo da coroa, e as crianças correndo atrás dos atores, bem educativo. Soube depois lendo mais sobre o lugar, que lá habita uma colônia de corvos que são protegidos por decreto real. Segundo a lenda, o Império ruirá no dia em que os corvos deixarem esse local. O espaço interno das Torres é lindo e vale também andar por sobre as muralhas, pois a vista da Tower Bridge e do Tâmisa é bem legal.

Inglaterra - Londres - Torre de Londres - Torre Branca
Torre de Londres – Torre Branca

Saímos dali e atravessamos a Tower Bridge em direção ao outro lado do Rio Tâmisa. Esta ponte foi inaugurada em 1894 e, atualmente, é um dos pontos turísticos mais visitados de Londres. Além disso é conhecida como uma das pontes mais famosas do mundo. Você pode subir para ter uma vista privilegiada da cidade como também visitar seu museu, que conta a história de sua construção. Como não apreciar essa ponte imponente e linda, com o símbolo das Paralimpíadas, shows acontecendo e a cidade num astral super legal !

Inglaterra - Londres - Tower Bridge
Tower Bridge

Continuamos andando por Londres, cruzamos novamente o Rio Tâmisa, até chegarmos na Catedral de St. Paul, onde ficamos para a missa das 17:00 pm. A catedral é simplesmente espetacular e a missa foi emocionante. A catedral é atualmente um dos lugares de maior visitação na cidade de Londres. Foi também nesta catedral que Charles, Príncipe de Gales, casou-se com Lady Diana Spencer, em 1981. A cúpula da catedral é a segunda maior do mundo (só sendo ultrapassada pela Basílica de São Pedro) e dela se tem uma visão ampla de Londres.

Inglaterra - Londres - St Paul Cathedral
St. Paul Cathedral

Após a missa fomos para a London Eye, pois tínhamos ingresso para dar uma voltinha na roda gigante. Outro ponto imperdível de Londres. Pegamos o pôr do sol lá de cima. Aliás que estrutura essa roda gigante tem: uma grande cabine, que não fica cheia, super segura e em cada canto havia um monitor explicando o que estaríamos vendo naquela direção. O Parlamento, Big Ben, Abadia de Westminster, Rio Tâmisa, entre outros pontos são lindos vistos lá de cima. A volta toda dura aproximadamente 30 minutos. Vale cada centavo, e demos sorte de não pegarmos fila. Normalmente a fila é bem grande, por isso recomendamos comprar antes pela internet, como fizemos. Finalizando o dia, ficamos por ali tirando fotos noturnas e depois do jantar voltamos a pé para o hotel.

Inglaterra - Londres - London Eye
London Eye

6º dia: Museu Britânico e passeio por Londres

Mais um dia cheio por vir. Acordamos bem cedo, pegamos o metrô e descemos na Oxford Station. Andamos um pouquinho até chegarmos no Museu Britânico. Passamos toda a manhã nele. Assim como o Museu de História Natural, esse também é gratuito mas a contribuição é livre. O museu não deixa nada a desejar ao Louvre.

A arquitetura da entrada principal é linda. Seu teto de ferro e vidro dá um visual bem legal pelas paredes. E logo na primeira sala em que entramos estava uma das grandes atrações do museu: a Pedra de Roseta. Este é um fragmento de uma estela de granodiorito do Egito Antigo, cujo texto foi crucial para a compreensão moderna dos hieróglifos egípcios. Sua inscrição registra um decreto em três parágrafos com o mesmo texto: o superior está na forma hieroglífica do egípcio antigo, o trecho do meio em demótico, variante escrita do egípcio tardio, e o inferior em grego antigo.

Inglaterra - Londres - Museu Britanico
Museu Britânico

As salas de esculturas egípcias, acho que tem até mais esculturas que as do Louvre, mas com certeza a sala de inscrições é bem maior. As salas gregas com partes completas do Parthenon, esculturas, bustos, coroas de louro em puro ouro e inscrições eram monumentais. A sala mexicana também muito rica, muitos objetos e histórias. Tem uma biblioteca onde estão guardados todos os livros que retratam a história do nascimento da Inglaterra…maravilhosa !!! Acho que a sala onde estavam os sarcófagos e as múmias era bem melhor do que a que vimos no Louvre, pois essas estavam bem mais conservadas. Ali estava a Medusa e algumas múmias em exposição estavam abertas, bem legal. Adoramos esse museu, visita indispensável em Londres.

Inglaterra - Londres - Museu Britanico - Parthenon
Museu Britânico – Parthenon

Saímos e depois de um almoço de Fish & Chips, fomos nos aventurar nas compras no point de Londres, a Oxford Street. Tem para todos os gostos e bolsos. Para a Juliana achei que valeu muito a pena. Compramos muitas roupinhas legais e de boa qualidade pra ela na Primark. A Marks & Spencer também é uma outra opção para compras masculinas e tem a Selfridges onde podemos comprar coisas de mulher e para casa, o lugar é um luxo. Terminamos o dia de caminhada por Londres por ali mesmo.

7º dia: Abadia de Westminster e passeio por Londres

Infelizmente nosso último dia em Londres. Checkout no hotel e lá fomos nós três nos despedir da cidade. Fomos até a Abadia de Westminster, impossível ir embora e não visitar. Esta igreja em estilo gótico é considerada a mais importante de Londres e também de toda a Inglaterra. É famosa mundialmente por ser o local de coroação do Monarca do Reino Unido. O que é o interior desse local…os tetos, um mais lindo que o outro, já que lá dentro existem várias capelas. No chão de pedras preciosas do altar são realizados grandes eventos da realeza, como casamentos, coroações e comemorações do Jubileu da rainha. Os túmulos de diversos reis e rainhas, ali também estão Isaac Newton e Charles Darwin. A cadeira original da coroação da Rainha, feita do mais puro carvalho, está exposta numa sala fechada. Um lugar histórico e imperdível !!!

Inglaterra - Londres - Abadia de Westminster
Abadia de Westminster

Depois de apreciar o interior da Abadia, saímos em direção ao centro. No caminho passamos pela Whitehall, conhecida como sede do governo britânico. Ali estão a maioria dos prédios que abrigam as mais importantes instituições do país. Chegamos na Trafalgar Square, que estava com algumas instalações das Olimpíadas. Esta praça no centro de Londres celebra a Batalha de Trafalgar (1805), uma vitória da Marinha Real Britânica nas Guerras Napoleônicas.

A praça tem em seu centro uma coluna encimada pela Coluna de Nelson e também ali situa-se o National Gallery. Fundado em 1824, é um dos mais importantes museus da Europa e um dos mais conhecidos do mundo. Este museu abriga uma preciosa coleção de mais de 2.300 pinturas, que datam da metade do século XIII até o início do século XX. É um museu público e as visitas ao acervo permanente são gratuitas. Infelizmente não conseguimos visitar pois estava na hora de voltarmos para o hotel, pegarmos as malas e irmos para o aeroporto. E assim finalizamos mais um dia super agradável em Londres. E já fomos embora com saudades !

Saída de Londres do aeroporto Heathrow no voo da TAM (JJ8089) para o Rio de Janeiro.


Dicas / Informações

  • Quando for para Londres, não esqueça de contratar um seguro de viagem. A Inglaterra não faz parte do Tratado de Schengen e por isso tivemos que contratar um seguro com a GTA.
  • Em Londres dá para fazer tudo de trem/metrô, inclusive ir para o aeroporto. Os táxis são muito caros.
  • Pelas atrações que visitaríamos, achamos que não valeria a pena comprar o London Pass.
  • O Museu Britânico e o de História Natural são espetaculares.
  • Próximo ao Museu de História Natural existe o Museu de Ciência. Não conseguimos visitar por causa do horário, mas acho que vale a pena.
  • Greenwich estava no roteiro mas não conseguimos ir por falta de tempo.

Links úteis

One thought on “Londres

Deixe uma resposta