Mirador Los Cuernos e Glaciar Grey – Torres del Paine

Chile - Parque Nacional Torres del Paine - Salto Grande

Neste dia perfeito, fizemos dois passeios incríveis. Pela manhã, uma trilha ao Mirador Los Cuernos e, à tarde, uma navegação no Lago Grey até o Glaciar Grey.


3º dia: Trilha ao Mirador Los Cuernos e Navegação no Lago Grey até o Glaciar Grey

O dia amanheceu com céu azul, bem diferente do céu cinzento e carregado do dia anterior. Saímos do hotel cedo e fomos passear pelo parque. Precisávamos registrar tão belas paisagens num dia tão  lindo e perfeito. Como o parque é conhecido por suas trilhas, resolvemos que faríamos pelo menos uma delas. Pensamos em fazer a que leva até o Mirador Lago Toro, só que é muito extensa. Foi quando lembramos daquela que desistimos no primeiro dia: a do Mirador Los Cuernos, perto do Salto Grande. Só que não podíamos demorar muito pois tínhamos reservado a navegação no Lago Grey para às 13:00hs.

Trilha ao Mirador Los Cuernos

Chegamos no Salto Grande, e como era bem cedo, só tínhamos nós dois lá. Estava ventando muito e também fazia muito frio. Começamos a trilha e era muito difícil escolher um lugar para olhar: a imponência do Maciço Paine, a vegetação, as tonalidades de azul do Lago Nordernskjöld, tudo isso acompanhado pelo som do vento e dos nossos passos. Um momento para aproveitar, refletir e ver o quanto somos pequenos diante da natureza, uma verdadeira meditação. No caminho vimos ossadas de guanaco, aliás, segundo o vídeo que vimos no CONAF no dia anterior, estávamos numa área de puma, e isso explica a ossada e a Bete disse que ouviu um miado, o que a deixou um pouco assustada….será?!?! Também percebemos que estávamos numa área atingida pelo incêndio de 2012 pois tinham várias árvores esbranquiçadas com os galhos pretos e queimados.

Chile - Parque Nacional Torres del Paine - Trilha ao Mirador Los Cuernos
Trilha ao Mirador Los Cuernos

Mirador Los Cuernos

Neste momento já não fazia mais tanto frio pois já estávamos um pouco distantes do Salto Grande. Numa parte arborizada da trilha, ficamos rodeados de pássaros que cantavam brindando o novo dia. Após aproximadamente 1:30hs de caminhada, chegamos ao fim da trilha, no Mirador Los Cuernos. Que visual impressionante !!! Aquele azul das águas do degelo no Lago Nordernskjöld, a proximidade do Maciço Paine, com suas montanhas com neve e gelo permanente. Toda aquela grandiosidade, o silêncio, a paz e a satisfação de estarmos naquele lugar, momento de sentar e simplesmente aproveitar e refletir.

Chile - Parque Nacional Torres del Paine - Mirador Los Cuernos
Mirador Los Cuernos

Depois de aproximadamente uma hora, começamos nosso retorno ao ponto de partida, quando encontramos um casal de belgas. Percebemos que o homem estava carregando uma grande mochila nas costas. Dentro dela tinha um bebê de 1 ano, todo empacotado, de touca e óculos escuros, uma figurinha !!! Voltamos e tiramos mais fotos no Salto Grande antes de pegarmos o carro rumo ao nosso passeio da tarde.

Lago Grey

As estradas do PN Torres del Paine, apesar do rípio, são muito boas, mas o trecho que vai para o Lago Grey são 18 km de rípio pesado. Chegando lá, entramos na recepção da Hostería Lago Grey e ficamos no deck aproveitando um pouco do sol e do visual. Dali era possível ver os icebergs flutuando bem próximo à “orla”. Isso mesmo, o lago parece uma “praia” com uma extensa faixa de “areia” com icebergs bem próximos. Ficamos conversando com um casal de chilenos muito simpáticos. Quando chegou a hora do passeio, tivemos que pegar o carro e estacionar próximo daquela ponte pênsil que conhecemos no dia anterior. Atravessamos o Rio Grey, pela ponte só passavam 6 pessoas por vez, e ainda percorremos uns 20 minutos de uma trilha bem arborizada até a “praia” de icebergs, o Lago Grey, onde era possível vê-los bem de pertinho.

Chile - Parque Nacional Torres del Paine - Lago Grey
Lago Grey

Nem conto a aventura para pegar o barco. Como o lago está regredindo, assim como o glaciar, o barco não chegava até o píer, então era necessário pegar um bote até o barco. Fomos na terceira viagem, e enquanto esperávamos fomos presenteados com um sobrevoo de uma família de condores, enormes, poucos metros acima de nossas cabeças, que tinham um ninho na montanha bem ao lado do pier, onde formamos a fila de espera pelo barco. Iniciamos a navegação no Lago Grey com muitos icebergs, de várias formas e tamanhos, azuis, lindos e imponentes.

Glaciar Grey

Quando chegamos no Glaciar Grey, um dos mais belos que conhecemos, vimos que o glaciar é dividido em 3 partes, duas delas por La Isla, uma pequena ilha. Ele é enorme e o barco chegou bem perto que quase dava para colocar a mão. No início ficamos na parte de cima do barco mas depois descemos e ficamos na proa. É até difícil descrever, os tons de azul, do céu e do Lago Grey, e as montanhas ao fundo tornam a paisagem deslumbrante. O passeio durou aproximadamente 3 horas e é realmente inesquecível !!! Durante a navegação bebemos muitos piscos sour, com gelo do Glaciar Grey, para aquecer a alma.

Chile - Parque Nacional Torres del Paine - Lago e Glaciar Grey
Lago e Glaciar Grey

Regressamos ao ponto de partida e quase anoitecendo voltamos para o nosso hotel. Ao passarmos pela Portaria Rio Serrano, perguntamos se a estrada estaria aberta no dia seguinte, e a resposta foi positiva. Mas ao passarmos pela estrada, vimos a placa sinalizando que ela continuava fechada. Isto nos deixou um pouco preocupados pois só tínhamos 1/4 de tanque para voltarmos para Puerto Natales, onde fica o posto de gasolina mais próximo. Deixamos as dúvidas de lado para aproveitarmos a nossa última noite no parque com um delicioso jantar.

Veja também:


Serviços

  • Navegação no Lago Grey e Glaciar Grey – US$ 99,00 por pessoa (valor de março/2013)

Links úteis

Deixe uma resposta