Paseo de la Reforma e Zócalo – Cidade do México

Mexico - Cidade do Mexico - Zocalo - Plaza de la Constituicion - Catedral Metropolitana

Caminhada pelo Paseo de la Reforma da Glorieta Angel de la Independencia, monumento que celebra a Independência do México, até o Zócalo ou Plaza de la Constituición, trecho este em que normalmente acontecem as manifestações e protestos na cidade.


1º dia: Chegada à Cidade do México e caminhada pelo Paseo de la Reforma

Chegamos na Cidade do México, despachamos as malas no hotel e fomos caminhar pelos arredores. Como estávamos perto, resolvemos caminhar por uma de suas principais avenidas, a Paseo de la Reforma. Esta bela avenida, que se estende por 12 Km, liga o Zócalo, onde se encontram o Palácio Nacional e a Catedral Metropolitana, ao Bosque de Chapultepec, com seu imponente Castelo. Ao longo desta avenida encontramos diversos monumentos e esculturas em homenagem às pessoas e eventos da história do México e das Américas.

Paseo de la Reforma – Glorieta Angel de la Independencia até Zócalo

Fizemos um trajeto entre a Glorieta Angel de la Independencia, monumento que celebra a Independência do México, e o Zócalo ou Plaza de la Constituición. Neste trecho normalmente acontecem as manifestações e protestos na cidade. Além dos já citados, conhecemos alguns monumentos/edificações ao longo do trajeto. Dentre os principais estão: Monumento à Cuauhtémoc (último imperador asteca), o Monumento à Cristovão Colombo (descobridor da América), a Câmara Nacional de Comércio, a Torre Caballito, o Monumento à Benito Juárez (ex-presidente mexicano no período 1858-1872), o Museo de Bellas Artes e a Casa dos Azulejos (século XVI).

Mexico - Cidade do Mexico - Paseo de la Reforma - Monumento a la Independencia
Paseo de la Reforma – Monumento a la Independencia
Mexico - Cidade do Mexico - Paseo de la Reforma
Paseo de la Reforma
Mexico - Cidade do Mexico - Paseo de la Reforma - Monumento a Cristovao Colombo e Hotel Imperial
Paseo de la Reforma – Monumento a Cristovão Colombo e Hotel Imperial

Depois de sairmos do Zócalo, paramos para almoçar no restaurante San Borns, dentro da Casa dos Azulejos. Esta casa é uma bela construção do século XVIII. Aqui vale registrar uma situação inusitada: conhecendo a fama da cozinha mexicana, pedi um prato bem tradicional de frango; para não ter surpresa pois estava com fome. Já a Bete resolveu pedir “enchilhadas” com algum acompanhamento. Só que ela não conseguiu comer nenhum pedaço pois estava pra lá de picante. A solução foi pedir para trocar o prato, o que foi feito com presteza e um leve sorriso no rosto da garçonete.

Mexico - Cidade do Mexico - Hemiciclo a Benito Juarez
Hemiciclo a Benito Juárez

No caminho de volta para o hotel passamos pela Igreja de Santa Veracruz, localizada na praça de mesmo nome. Foi originalmente construída no século XVI (1586), pela Igreja San Juan de Dios, pelo Museo Franz Mayer (arte decorativa e desenho). Passamos também pelo Templo de San Hipólito, que é um dos centros de peregrinação religiosa mais importantes da Cidade do México.

Veja também:


Dicas e informações

Informações

  • Se puder, fique mais dias na Cidade do México. Tire um dia só para caminhar na Paseo de la Reforma, do Zócalo ao Castelo de Chapultepec. Você entenderá melhor a história desta cidade.
  • Chapolin é um tipo de gafanhoto que serve de alimento em certos lugares no México. Nos países que falam espanhol é conhecido como saltamontes.
  • Os mexicanos, principalmente os da Cidade do México, chamam os ricos de “fufuruchos”.

Links úteis

Deixe uma resposta