Buenos Aires

Como chegamos

Abril/2006 – Voo de Bariloche para Buenos Aires

Abril/2008 – Voo de Puerto Madryn para Buenos Aires

Abril/2014 – Voo do Rio de Janeiro para Buenos Aires pela Aerolíneas Argentinas (1259), saindo do Aeroporto do Galeão (GIG), no Rio de Janeiro, e chegando no Aeroparque Jorge Newbery (AEP) , em Buenos Aires.


Onde ficamos

Abril/2006

Hotel Bristol – Cerrito, 286 – Buenos Aires – Argentina
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período: 5 dias / 4 noites (abril de 2006)

Nossa avaliação: Bom hotel. Bom quarto para 2 pessoas, com TV e frigobar. Excelente localização (próximo ao Obelisco).

Abril/2008

Hotel Ibis – Hipolito Yrigoyen, 1592 – Buenos Aires – Argentina
Faça sua reserva ou envie um email ou visite o site

Período: 4 dias / 3 noites (abril de 2008)

Nossa avaliação: Muito bom. Quarto muito bom para 2 pessoas, com TV e frigobar. Boa localização (próximo ao Congresso e a 5 minutos do Obelisco).

Abril/2014

Apartamento alugado na Avenida Rivadavia (uma quadra da Plaza del Congreso) – Buenos Aires – Argentina

Período: 9 dias / 8 noites (abril de 2014)

Nossa avaliação: Muito bom. Quarto muito bom para 2 ou mais pessoas, com TV, geladeira, fogão e wi-fi. Boa localização (próximo ao Congresso).


O que fizemos

Abril/2006

1º dia: Chegada à Buenos Aires e Show de Tango no El Viejo Almacén

Ao chegarmos no hotel, foi oferecido um show de tango para aquela mesma noite e para não perdermos tempo aceitamos, mas pedimos que fosse um show de tango tradicional. A ida ao show de tango dava direito ao jantar e ao show. Antes de irmos ao show demos uma volta na feirinha da Recoleta. Na hora marcada, passaram no hotel e nos levaram na casa de tango El Viejo Almacén, que fica localizada numa esquina do tradicional bairro de San Telmo. Inesquecível !!!

Argentina - Buenos Aires - El Viejo Almacen
El Viejo Almacén
Argentina - Buenos Aires - El Viejo Almacen
El Viejo Almacén

2º dia: City Tour e Tour de Compras em Buenos Aires

Esta manhã estava reservada para o City Tour. Passamos por alguns lugares do centro até chegarmos na La Bombonera, estádio do Boca Juniors, situado no bairro La Boca, onde visitamos a loja e o museu. Preferi não comprar nenhuma camisa de futebol já que era ano de copa.

Argentina - Buenos Aires - La Bombonera
La Bombonera

Depois fomos ao El Caminito, que é uma rua-museu e um logradouro tradicional, de grande valor cultural e turístico, localizado no bairro La Boca. O lugar adquiriu significado cultural devido a ter inspirado a música do famoso tango Caminito (1926), composta por Juan de Dios Filiberto.

Argentina - Buenos Aires - La Boca - Caminito - Carlos Gardel, Evita Peron e Maradona
La Boca – Caminito – Carlos Gardel, Evita Peron e Maradona

Continuando o passeio, passamos por Puerto Madero, e depois pela Torre dos Ingleses. Esta torre foi construída por residentes britânicos na cidade para comemorar o centenário da Revolução de Maio. Após a Guerra das Malvinas, em 1982, a Torre dos Ingleses foi rebatizada com seu nome original: Torre Monumental, ainda que alguns cidadãos seguem referindo-se a ela com o nome dos ingleses. Em frente à torre, fica o Monumento à Guerra das Malvinas, em homenagem aos argentinos mortos nesta guerra. Passamos por mais algumas ruas do Retiro e o city tour foi finalizado.

Argentina - Buenos Aires - Homenagem aos Mortos na Guerra das Malvinas
Homenagem aos Mortos na Guerra das Malvinas

Fomos em direção ao hotel pois tínhamos reservado passeio para a parte da tarde. Almoçamos perto do hotel e depois fomos para um tour de compras, onde nos levaram à duas fábricas de couro, mas não achamos nada de interessante. À noite, fomos para Puerto Madero e jantamos na La Parolaccia Trattoria, um excelente restaurante com ótimo serviço e comida.

3º dia: Passeio por Buenos Aires

Como no city tour não tínhamos conhecido alguns lugares, resolvemos passar este dia conhecendo e apreciando a bela arquitetura desta linda cidade. Na nossa caminhada passamos pela Casa Rosada, que é a sede da presidência e que fica em frente à Plaza de Mayo, onde ficam o Cabildo, que durante a época colonial teve várias funções jurídicas e administrativas além de servir de prisão, o Banco de la Nación Argentina, a Pirâmide de Mayo, o Monumento à San Martin, a Catedral Metropolitana e a Secretaria das Comunicações.

Argentina - Buenos Aires - Plaza de Mayo - Casa Rosada
Plaza de Mayo – Casa Rosada

Depois seguimos para Puerto Madero, onde almoçamos, e em seguida passamos pelo Centro Empresarial de Buenos Aires, pela Torre dos Ingleses, pela Estação Retiro, pelo Monumento à Guerra das Malvinas, pela Plaza San Martin e terminamos no Café Tortoni, um café tradicionalíssimo de Buenos Aires, com 150 anos de existência, onde fizemos um lanche de empanadas reforçado.

Argentina - Buenos Aires - Puerto Madero
Puerto Madero
Argentina - Buenos Aires - Cafe Tortoni
Cafe Tortoni

À noite, saímos para jantar no rodízio de carne Siga La Vaca, em Puerto Madero. Depois do jantar, fomos ao Cassino que fica num barco ancorado em Puerto Madero. Jogamos em algumas máquinas, assistimos algumas mesas e depois voltamos para o hotel.

Argentina - Buenos Aires - Puerto Madero - Cassino
Puerto Madero – Cassino

4º dia: Passeio por Buenos Aires

Neste dia, decidimos fazer um passeio pela cidade, aproveitando para fazer algumas compras e conhecer mais alguns lugares. Começamos na Galerias Pacífico onde não compramos muitas coisas. Seguimos para a Recoleta, onde encontram-se a Igreja Nossa Senhora del Pilar, que fica ao lado do cemitério, que é famoso porque lá está enterrada Evita Perón. Ainda passamos pelo Buenos Aires Design, pelo Museu de Bellas Artes e pelo Centro Cultural Recoleta.

Argentina - Buenos Aires - Recoleta - Buenos Aires Design
Recoleta – Buenos Aires Design

Na final da tarde, chegamos ao Teatro Colón mas não conseguimos entrar pois já estava fechado para visitas. Ainda passamos pelo Palácio da Justiça e pelo famoso Obelisco, que fica na Avenida 9 de Julho.

Argentina - Buenos Aires - Plaza Lavalle - Teatro Colon
Plaza Lavalle – Teatro Colón

Na nossa última noite na cidade, fomos passear por Puerto Madero. Ficamos admirando a Ponte da Mulher, que é uma obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a única de suas obras que está situada na América Latina, mais precisamente no dique 3 de Puerto Madero. Aproveitamos para jantar no La Parolaccia Trattoria, que passou a ser o nosso restaurante preferido na cidade.

Argentina - Buenos Aires - Puerto Madero - Ponte da Mulher
Puerto Madero – Ponte da Mulher

5º dia: Fim da estadia

Saída de Buenos Aires para o Rio de Janeiro


Abril/2008

1º dia: Chegada à Buenos Aires

Decidimos passar alguns dias em Buenos Aires para ver se encontrávamos algumas coisas para o enxoval da Juliana. Depois de deixarmos as malas no hotel, saímos para conhecer os arredores, como sempre fazemos, e aproveitamos para comer alguma coisa.

2º dia: Passeio por Buenos Aires

Saímos para caminhar e apreciar as belas ruas desta cidade. Começamos pela Praça do Congresso, em frente ao hotel, com seus belos jardins e chafarizes que proporcionam um ótimo lugar para descanso e lazer e de onde se tem uma bela vista do imponente Congresso. Passamos pela Galerias Pacífico com seus belos mosaicos e pinturas, no teto e no chão. Chegando ao centro caminhamos por diversas ruas, principalmente Florida e Lavalle, mas não encontramos nada que nos interessasse. Ao final do dia tentamos conhecer o interior do Teatro Colón mas não foi possível pois estava fechado para obras.

Argentina - Buenos Aires - Plaza Congresso
Plaza Congresso
Argentina - Buenos Aires - Galerias Pacifico
Galerias Pacífico

3º dia: Passeio por Buenos Aires

Neste dia decidimos conhecer o bairro portenho de Palermo, onde localizam-se o Jardim Zoológico e o Jardim Botânico de Buenos Aires. Começamos pelo Jardim Zoológico que tem uma grande e bela área arborizada, mas achei um pouco descuidado na parte onde estavam os animais, principalmente as jaulas. Entre os animais, vale destacar o tigre siberiano branco, o urso polar e os divertidos suricatas. Depois de aproximadamente 4 horas dentro do zoológico, chegamos ao Jardim Botânico que fica bem próximo à saída do zoológico. No Jardim Botânico, que é um belo espaço arborizado apesar de achar um tanto pequeno, aproveitamos para descansar do almoço e apreciar a bela flora local.

Argentina - Buenos Aires - Jardim Zoologico
Jardim Zoológico
Argentina - Buenos Aires - Jardim Botanico
Jardim Botânico

4º dia: Fim da estadia

Como este era o dia de voltar para casa, saímos para caminhar nos arredores do hotel e chegamos até a Plaza de Mayo, passando pela Casa Rosada e pelo Cabildo.

Argentina - Buenos Aires - Plaza de Mayo - Cabildo
Plaza de Mayo – Cabildo

Saída de Buenos Aires para o Rio de Janeiro.


Abril/2014

1º dia: Chegada à Buenos Aires

Após nossa chegada, e depois de deixarmos as malas no apartamento, fomos fazer umas compras no supermercado Coto, bem próximo de onde estávamos hospedados. Após isso, deixamos as compras no apartamento e fomos andar pelos arredores. Nosso apartamento ficava bem próximo da Plaza del Congreso, uma praça bem grande com belos jardins, lugar onde a Juliana ficou brincando no parquinho e correndo atrás dos pombos. Após isso, fomos almoçar num restaurante próximo, bem na esquina, o Cafe Congreso Plaza, onde comi um delicioso bife de chorizo.

À noite, decidimos ir até Puerto Madero para caminhar um pouco pela orla. Estava um pouco frio e após caminharmos por mais ou menos uma hora, fomos jantar no nosso restaurante preferido na cidade, o La Parolaccia Trattoria, que tem uma comida deliciosa e um atendimento que faz nos sentir em casa.

Argentina - Buenos Aires - Puerto Madero - Ponte da Mulher
Puerto Madero – Ponte da Mulher

2º dia: Passeio por Buenos Aires, Casa Rosada e Feira de San Telmo

Era um domingo e, diferente das outras viagens, decidimos que neste dia iríamos conhecer a Feira de San Telmo. Estava um dia muito nublado mas mesmo assim fomos caminhando. Chegamos na Plaza del Congreso e em seguida descemos a Avenida de Mayo em direção à praça de mesmo nome. Esta é uma belíssima avenida que tem de prédios de arquitetura imponente até famosos cafés e casas noturnas, entre eles o Cafe Tortoni, ali desde 1858. Atravessamos a Avenida 9 de Julho, onde encontra-se um monumento com um chafariz em homenagem às Cataratas do Iguaçu. Ali, Juliana pediu para tirar várias fotos. Poucos metros antes de chegarmos na praça, havia uma feira (Amendolara) em homenagem aos imigrantes da Calábria, região da Itália, que são muitos na cidade.

Depois de 40 minutos de caminhada, chegamos na Plaza de Mayo, lugar famoso e importante na história da cidade. Ali encontram-se o Cabildo, a Catedral Metropolitana e a Casa Rosada. Entramos na Catedral Metropolitana onde estava acontecendo uma missa. Ficamos por alguns minutos e depois fomos para a praça, onde a Juliana, pra variar, ficou brincando no parquinho e correndo atrás dos pombos.

Argentina - Buenos Aires - Catedral Metropolitana de Buenos Aires
Catedral Metropolitana de Buenos Aires
Argentina - Buenos Aires - Plaza de Mayo
Plaza de Mayo

Depois de um tempo decidimos visitar a Casa Rosada, que é a sede da presidência da Argentina. Entramos no salão principal, onde encontram-se algumas estátuas e pinturas, visitamos alguns salões e pátios adjacentes e saímos, já que para subir no segundo piso tinha uma fila gigantesca, e que depois fiquei sabendo que era o Museu da Casa do Governo, com material relacionado aos presidentes do país.

Argentina - Buenos Aires - Casa Rosada
Casa Rosada

Saímos da Casa Rosada e fomos direto para a Feira de San Telmo. Caminhamos até a Rua Defensa, a uns 50 metros de onde estávamos e logo no início da caminhada passamos pela Igreja de Santo Domingo. Esta feira é famosa pela venda de antiguidades e curiosidades e está localizada oficialmente na Plaza Dorrego, mas nas ruas circundantes oferece artesanato, livros, souvenirs, pinturas, retratos, pulseiras, comidas, mates, etc. Também há muitos antiquários e lojas de roupa bem como dançarinos de tango e artistas em geral.

Argentina - Buenos Aires - Iglesia de Santo Domingo
Iglesia de Santo Domingo
Argentina - Buenos Aires - Feira de San Telmo
Feira de San Telmo
Argentina - Buenos Aires - Feira de San Telmo
Feira de San Telmo

Vale ressaltar que neste dia, quando paramos para almoçar numa das esquinas da Rua Defensa, apresentamos as famosas “empanadas” para a Juliana, que adorou !!! Depois de caminharmos por toda a feira, ida e volta, retornamos para o apartamento andando e, chegando lá, jantamos e depois descansamos deste dia tão proveitoso.

3º dia: Teatro Colón e passeio por Buenos Aires

Reservamos este dia para visitar um lugar que não conseguimos nas viagens anteriores: o Teatro Colón. Esta é a principal casa de ópera de Buenos Aires e, acusticamente, é considerado um dos cinco melhores teatros do mundo. O atual Colón substituiu o teatro original, inaugurado em 1857. Após seu período de gigantesco sucesso, o declínio do teatro tornou-se notável e planos foram feitos de maciça renovação. Após o início das mudanças e reformas, o teatro foi fechado em outubro de 2006 até maio de 2010. O Teatro Colón foi visitado pelos maiores cantores e companhias de ópera do mundo.

Ao chegarmos, compramos os ingressos para a visita guiada, que ocorreu uma meia hora depois. Caminhamos pelo interior do teatro que contém belíssima arquitetura bem como lustres e mobiliários luxuosos. Um fato inesquecível foi quando sentamos na parte superior do teatro para uma breve explicação do nosso guia e lá embaixo, perto do palco, uma guia de outro grupo começou a cantar “Não Chores Por Mim Argentina”, de Evita Perón, e foi quando comprovamos a excelente acústica do teatro. Emocionante !!!

Argentina - Buenos Aires - Teatro Colon
Teatro Colón
Argentina - Buenos Aires - Teatro Colon
Teatro Colón

Depois que saímos do teatro, voltamos para o apartamento caminhando para aproveitar e apreciar a bela arquitetura da cidade. Começamos a caminhada pela Plaza Lavalle, uma praça próxima ao teatro e que tem belos gramados onde as pessoas se deitam para descansar. Foi uma caminhada longa mas recompensadora.

Argentina - Buenos Aires - Plaza Lavalle
Plaza Lavalle

À noite, saímos para jantar e fomos no restaurante El Imparcial, fundado em 1860 e que é considerado o primeiro restaurante da cidade. Tem uma ótima comida e que, é claro, comprovei comendo novamente um delicioso bife de chorizo.

4º dia: Delta e Tigre

Neste dia fomos conhecer Tigre, município localizado a 33 km de Buenos Aires e que faz parte do Delta do Rio Paraná. Pegamos um trem na estação Retiro que nos levou até a estação Mitre onde fizemos uma conexão com o Tren de la Costa, chegando na estação Delta. Outra alternativa seria pegar um trem direto para a estação Tigre. A viagem dura aproximadamente 50 minutos. A área é constituída de muitos rios, igarapés e ilhas.

Na cidade de Tigre tem uma estação fluvial onde você pode pegar um barco para uma viagem ao redor das ilhas. Em muitas ilhas, existem parques de campismo e áreas para piquenique, onde você pode passar o dia todo pagando uma entrada. No caminho para a estação fluvial, entramos na agência Catamaranes e contratamos o passeio mais longo, de aproximadamente duas horas. O percurso consistia em sair do Rio Tigre, logo em seguida entrava no Rio Sarmiento, mais adiante contornava antes de entrar no Rio Santo Antonio, entrava no Canal Vinculación e, para finalizar, entrava no Rio Luján, antes de retornar ao Rio Tigre. Veja aqui o percurso.

Argentina - Tigre e Delta
Tigre e Delta
Argentina - Tigre e Delta
Tigre e Delta
Argentina - Tigre
Tigre

Ao final do dia pegamos o trem na estação Tigre em direção à Buenos Aires. Descemos na estação Retiro e decidimos voltar a pé para ver se encontrávamos alguma agência que fizesse o passeio para Colonia del Sacramento, no Uruguai. Passamos pela Torre dos Ingleses, subimos pelo bairro Retiro até a Avenida Córdoba onde encontramos duas agências que faziam o passeio: a Colonia Express e a Seacat. Antes disso, chegamos a entrar numa agência mas não fechamos. Acabamos fechando com a Seacat. Depois retornamos para o apartamento caminhando para variar.

Argentina - Buenos Aires - Torre dos Ingleses
Torre dos Ingleses

5º dia: Jardim Japonês e Palermo Soho

Amanheceu um dia lindo em Buenos Aires. Saímos de casa, passamos pela Plaza del Congreso, pegamos o metrô na estação mais próxima e descemos na estação Plaza Italia. Chegando lá, descemos a Avenida Sarmiento passando ao lado do Jardim Zoológico. Em seguida, chegamos na Avenida del Libertador onde encontram-se os Bosques de Palermo. Caminhamos um pouco por ali, Juliana ficou correndo pelos bosques e depois fomos conhecer mais uma atração da cidade.

Argentina - Buenos Aires - Plaza del Congreso
Plaza del Congreso

O Jardim Japonês está situado no Parque Tres de Febrero e foi construído em 1967 na ocasião da visita do então príncipe-herdeiro do Japão, o atual imperador Akihito. A entrada ao jardim é paga, e além de árvores e plantas, o jardim contém um prédio no qual funcionam um centro de atividades culturais, um restaurante, um viveiro (onde é possível comprar bonsais) e uma tenda de artigos variados. Todos os elementos buscam a harmonia e o equilíbrio.

Argentina - Buenos Aires - Jardim Japones
Jardim Japonês
Argentina - Buenos Aires - Jardim Japones
Jardim Japonês

Saímos do Jardim Japonês e fomos almoçar num restaurante próximo ao metrô. Depois do almoço saímos para conhecer um bairro muito charmoso chamado Palermo Soho. Este bairro, localizado na direção contrária a que tínhamos ido pela manhã, é repleto de lojinhas e restaurantes bem aconchegantes, mas nossa primeira parada foi para satisfazer nossa acompanhante de caminhada: Juliana adorou a Barbie Store. Tudo muito caro mas deu para trazer uma lembrança. Em seguida, para satisfazer o desejo da mãe, fomos visitar a Papelera Palermo, uma famosa papelaria situada neste bairro. No final da caminhada, chegamos à Plaza Serrano onde encontram-se vários barzinhos que fervem à noite. Ficamos um pouco no parquinho da praça e depois retornamos para o apartamento, sem antes passarmos numa lanchonete na Avenida Callao para comer umas deliciosas empanadas.

Argentina - Buenos Aires - Palermo Soho - Plaza Serrano
Palermo Soho – Plaza Serrano

6º dia: Bioparque Temaikèn

Sexta-feira Santa e decidimos conhecer outro lugar nos arredores da cidade: o Parque Temaikèn. Este parque fica situado na cidade de Escobar, a uma hora ao norte de Buenos Aires. Temaikèn é um bioparque que combina os objetivos de Jardins Botânicos, Zoológicos, Aquários, Museus de História Natural e Antropologia. Para chegarmos lá, fomos novamente de metrô até a estação Plaza Italia e ali, na Avenida Sarmiento, do outro lado do Jardim Zoológico, existe uma cabine onde compramos os ingressos e as passagens e dali mesmo partimos para o parque. Um contratempo: estávamos sem peso arqentino, pois não conseguimos trocar dólar por peso já que as casas de câmbio estavam fechadas por causa do feriado; por sorte, eles aceitaram dólar como pagamento.

Chegamos lá e ficamos encantados com o parque. Temaikèn é um dos mais modernos parques de vida selvagem no mundo. Tem diferentes setores, como viveiros, aquários, casa de borboletas e também um lugar para os morcegos. Uma grande variedade de mamíferos, aves e peixes. Vale destacar algumas atividades do parque: o Cine 360°, mostrando o filme “A Arca da Vida”, que assistimos e gostamos; uma exploração subaquática, uma visita guiada para descobrir os segredos dos mares e rios; aves de rapina; pequeno agricultor, onde as crianças podem entrar no curral da fazenda para alimentar as cabras, ovelhas e galinhas; mergulhadores em ação; entre outras.

Argentina - Escobar - Bioparque Temaiken
Bioparque Temaikèn
Argentina - Escobar - Bioparque Temaiken
Bioparque Temaikèn
Argentina - Escobar - Bioparque Temaiken
Bioparque Temaikèn
Argentina - Escobar - Bioparque Temaiken
Bioparque Temaikèn

7º dia: Bosques de Palermo e Recoleta

Mais um dia na cidade portenha e fomos novamente para Palermo. Mesmo trajeto: metrô até a estação Plaza Italia, descemos a Avenida Sarmiento e chegamos aos bosques. Ficamos um pouco na Plaza Holanda, depois fomos para próximo do Planetário, mais adiante paramos na Plaza Sicilia, sempre com a Juliana brincando e se divertindo muito. Muito agradável este lugar !!!

Argentina - Buenos Aires - Bosques de Palermo - Plaza Holanda
Bosques de Palermo – Plaza Holanda

Ficamos pelos bosques por aproximadamente uma hora quando resolvemos caminhar pela Avenida del Libertador, uma das principais da cidade e cheia de embaixadas. No caminho passamos pelo Malba, Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires. O Malba foi inaugurado em 2001 e desde então se tornou um centro ativo para a promoção artística e cultural. É um museu privado criado pelo empresário Eduardo Costantini, que tinha uma grande coleção de obras de arte. O Malba tem uma concepção moderna e seus salões são realizadas grandes exposições, eventos e atividades.

Já chegando no bairro Recoleta, passamos pela Floralis Generica, que é uma escultura metálica situada na Plaza de las Naciones Unidas, dentro de um parque de quatro hectares arborizados, cercado por trilhas que oferecerem diferentes perspectivas do monumento, que está localizado acima de um espelho de água, que também serve para proteger o monumento. Foi aí que tivemos uma grata surpresa quando encontramos um casal de amigos: Adriana e Janquiel. Eles tinham acabado de chegar na cidade e aproveitamos para almoçar juntos no Hard Rock.

Argentina - Buenos Aires - Recoleta - Floralis Generica
Recoleta – Floralis Generica

Após o almoço, nos separamos dos nossos amigos e fomos passear na feirinha da Recoleta. Ficamos ali por aproximadamente duas horas vendo as barraquinhas e os artistas que ali se apresentam, e mais uma vez não quisemos entrar no famoso Cemitério. Após isso, retornamos para o apartamento caminhando, como de costume, pela Avenida Callao, num dos dias em que mais andamos pela cidade, com certeza mais de 10 km.

Argentina - Buenos Aires - Recoleta - Cemiterio
Recoleta – Cemitério

8º dia: Colonia del Sacramento (Uruguai)

Neste dia acordamos bem cedo e pegamos um táxi para Puerto Madero de onde saía nosso barco em direção à Colonia del Sacramento, no Uruguai.

Depois da visita ao Uruguai, retornamos à Puerto Madero, em Buenos Aires, e presenciamos um entardecer belíssimo com um céu multicolorido. Para aproveitar a última noite na cidade, adivinha o que fizemos ??? Caminhamos pela orla e depois jantamos no nosso restaurante preferido, o La Parolaccia Trattoria. É sempre um prazer comer lá !!!

Argentina - Buenos Aires - Puerto Madero
Puerto Madero

9º dia: Café Tortoni e Feira de San Telmo

Para fechar com chave de ouro esta viagem, resolvemos fazer uma coisa que ainda não tínhamos feito: tomar um delicioso café da manhã no Cafe Tortoni. Saímos do apartamento, passamos pela Plaza del Congreso e depois descemos a Avenida de Mayo até o local.

Argentina - Buenos Aires
Buenos Aires

O Cafe Tortoni é o mais representativo do espírito tradicional e uma lenda da cidade. Nele funcionou a associação literária de maior predicamento de Buenos Aires e hoje também é uma casa de tango. Aguardamos numa pequena fila mas logo entramos. Pedimos um café tradicional e ficamos admirando a beleza do seu interior e aproveitando para tirar diversas fotos nos seus requintados ambientes.

Argentina - Buenos Aires - Cafe Tortoni
Cafe Tortoni

Depois do delicioso café da manhã, saímos para dar a última volta pela cidade. Como era domingo e nosso voo só sairia no fim do dia, resolvemos ir novamente na Feira de San Telmo. Passamos pela Plaza de Mayo e entramos na Rua Defensa, e depois percorremos, ida e volta, toda a extensão da feira, onde aproveitamos para fazer algumas compras pois era Páscoa e nada melhor que alguns alfajores para comemorar esta data.

Argentina - Buenos Aires - Feira de San Telmo
Feira de San Telmo
Argentina - Buenos Aires - Feira de San Telmo
Feira de San Telmo

Na volta para o apartamento, paramos na Plaza de Mayo para descansar e foi quando aconteceu uma cena inusitada: Juliana pegou uma garrafa de plástico e colocou por dentro da camisa e ficou batucando enquanto colocava um pequeno saco aos seus pés para que as pessoas colocassem moedas, imitando pessoas que ganham a vida na feirinha. Muito observadora essa menina !!!

Saída de Buenos Aires para o Rio de Janeiro.


Dicas / Informações

  • Caminhe por Puerto Madero.
  • O bairro de Palermo é um lugar que vale a pena conhecer, incluindo Palermo Soho, que é repleto de belas ruas, excelentes lojas e restaurantes.
  • Delta e Tigre é um passeio dispensável.
  • Recomendo a visita ao Parque Temaikèn.
  • Melhores restaurantes: La Parolaccia Trattoria, em Puerto Madero (tanto a comida quanto o serviço são de primeira, viramos fregueses !!!)
  • Pisco Sour (receita): pisco, suco de limão, angostura, açúcar e clara de ovo.
  • Em abril/2006, o City Tour e o Tour de Compras estavam incluídos no pacote.

Links úteis

Locais Informações (valores de abril/2014)
Teatro Colón Ingresso: 130 pesos
Jardim Japonês Ingresso: 32 pesos
Navegação Delta e Tigre Ingresso: 140 pesos
Bioparque Temaikèn Ingresso: 120 pesos (mais 30 pesos do ônibus)
Colonia del Sacramento (Uruguai) Ingresso: 488 pesos (Seacat)

Deixe uma resposta